text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Documento sobre maconha opõe entidades especializadas

      
ADRIANA DIAS LOPES

Uma revisão científica publicada em outubro do ano passado sobre os efeitos psicoativos e comportamentais do uso da maconha, elaborada pela Sociedade Brasileira de Psiquiatria (SBP), levou um grupo de pesquisadores de outra entidade de peso, a Associação Brasileira Multidisciplinar de Estudos sobre Drogas (Abramd), a criar um documento de protesto. A divulgação oficial foi feita ontem, na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

"O texto da SBP é conservador e tendencioso", resume o psiquiatra Dartiu Xavier da Silveira, professor do Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente da Abramd. "Um exemplo prático: segundo o texto da SBP, o uso de cannabis aumenta o risco de incidência de esquizofrenia, mas não se pode afirmar que a droga pode ser diretamente ligada ao desenvolvimento da doença."

Para o farmacologista Elisaldo Carlini, da Unifesp, o "texto cria uma pedagogia do terror, ignorando os bons resultados terapêuticos com o uso da maconha".
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.