text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Ponte entre a faculdade e o mundo do trabalho

      
Atravessar a ponte entre a faculdade e o mundo do trabalho pode ser uma das piores fases da vida adulta. A sensação é de um elo perdido, que comparado à teoria de Darwin, seria uma espécime intermediária entre o estudante e o profissional. A festa de formatura não supera a ansiedade da indefinição, sobretudo a de quem deixou a travessia para o final do curso. O que fazer? Mais um estágio? Um programa de trainee? Abrir um negócio ou esperar pelo emprego?

Seja qual for o caminho, o importante é o primeiro passo. De posse de seu projeto de vida, cunhado desde o primeiro ano do curso, não será difícil. Nessa travessia, não esqueça do currículo oculto, aquele construído por você desde o jardim da infância. Caso precise turbiná-lo, ainda há tempo. Características pessoais podem ser alteradas. O que não dá é para desistir.


Manobras da travessia
- Invista seu tempo na faculdade em aprender a pensar e a se relacionar. São inúmeras as possibilidades de atuação em cada profissão. Descubra todas elas com informações, conversando com colegas mais adiantados no curso, formandos, professores e profissionais. Investigue a transição escola-trabalho do maior número de pessoas.
- Iniciação científica, extensão universitária, monitorias e trabalho em agências júnior estão ao alcance de todos na universidade. Busque as oportunidades e assista ao maior número de palestras, seminários, encontros e defesas de tese para conviver com os profissionais de sua área.
- Procure publicações, veja os temas atuais de sua área. Tente pesquisar nas revistas científicas sobre o que os pesquisadores estão trabalhando, quais são os temas mais atuais de pesquisa.

- Mesmo para quem fez uma escolha de curso baseado em características pessoais, ao conhecer e conviver na área, pode ter expectativas frustradas.
- A pressão social e familiar para que o jovem permaneça onde está é grande. E, dependendo da universidade e do aluno, pode alcançar a formatura. Se você decidir trocar de curso, depois de informar-se, enfrente a pressão. Não há perda de tempo em ir atrás do que se deseja.
- Antes de trocar de curso, estabeleça mais de um critério, mantendo o foco na idéia de que trabalhar é resolver problemas concretos da sociedade. Se não conseguir pensar nisso sozinho, procure ajuda. Há profissionais e serviços especializados que podem auxiliá-lo nesta busca.

Fonte: Núcleo de Apoio ao Estudante (Nã) do Serviço de Orientação Profissional do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.