text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Mudança de paradigma

      
Não existe, hoje em dia, o profissional que não se desenvolve continuamente. "O jovem profissional de hoje é da era da tecnologia, multidisciplinar, multitarefas, está sempre ansiando pelo autodesenvolvimento. E o mundo é tão dinâmico, que o conhecimento se torna obsoleto rápido, é preciso uma educação contínua", afirmou a mediadora do evento "Educação Corporativa", Marta Enes, diretora da Menes Learninsight, empresa que oferece cursos on-line de educação corporativas para empresas.

Além da mudança de perfil dos profissionais que hoje ingressam nas grandes empresas, está começando uma mudança de cultura empresarial dentro delas. "Na nossa formação, não somos incentivados a compartilhar conhecimento, mas a competir. Temos pouca capacidade de construção coletiva, mas a sociedade do conhecimento exige um novo paradigma: é preciso replicar o conhecimento dos funcionários dentro das empresas para que ela evolua rapidamente, sem ficar reinventando a roda", afirmou Ana Cláudia Freire, líder do Centro de Inovação em Educação Valer, Universidade Corporativa da Vale do Rio Doce, que dá treinamento para todos os seus 40 mil funcionários espalhados pelo Brasil.ÿ

"? preciso desassociar conhecimento a poder e status. Mostrar que a pessoa não se esvazia doando conhecimento. Ao contrário, ela só ganha. ? uma troca", diz Freire. Em sua palestra, ela descreveu o conceito da Valer - lançada em 2003 - e a sua estrutura. "A nossa intenção é transferir conhecimento, reter talentos e proteger a herança cultural da nossa empresa."

Com este conceito em mente, foram criados cinco centros divididos por competência e público alvo: Liderança (para desenvolvimento de competências gerenciais), Técnica (para competências técnicas), Educação Básica e Profissional (para o público técnico-operacional), Cidadania Corporativa (para replicar os valores, missão e identidade da empresa), e a Pesquisa (fornecedor de soluções educacionais para os outros centros).

A partir dessa estrutura, a Valer lançou o Programa Educadores para Valer com o intuito de institucionalizar a capacitação dos instrutores internos, em suas áreas de negócio específica. O primeiro passo foi identificar os profissionais que poderiam contribuir para transferência de conhecimento - tanto entre os técnicos quanto entre os executivos. Uma vez feito isso, foi preciso capacitar esses profissionais para serem educadores. "Atualmente não há instituição de ensino que prepare para os seguimentos de negócios da Vale, ou seja, com essa expertise específica", afirmou Freire.ÿ

São diversas as ferramentas de aprendizado utilizadas pela Valer, que investe muito no e-learning, afinal, há profissionais espalhados por 14 estados brasileiros. Entre elas: cursos online, tutoria de mediação pedagógica, jogos educacionais, música educacional, materiais impressos, vídeos, contação de histórias, gestão de ambientes virtuais de aprendizagem e, até, call center.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.