text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Resultados concretos

      
Nos Estados Unidos, 30% das contratações estão abaixo das expectativas da empresa, segundo pesquisa internacional apresentada na palestra "Desenvolvimento Estratégico de Talentos: Resultados Concretos em Organizações de Alta Performance", parte do evento "Educação Corporativa". Independentemente do motivo de não se encontrar no mercado profissionais à altura das grandes empresas (má formação; o fato da universidade não preparar alunos para a realidade do mercado; falta de tempo hábil para que empresas procurem com mais calma o profissional; necessidade de contratação rápida; falha no processo de seleção), o número indica que é preciso capacitar os profissionais que já estão dentro da empresa para que desenvolvam as competências requeridas. ? o que defendem Carlos da Costa, diretor da P&L (Partnership & Learning) e Alexandre Santille, diretor do Lab SSJ, empresas parceiras de consultoria em Educação Corporativa.ÿ

Para dar o diagnóstico das necessidades de treinamento da empresa, a P&L e a Lab SSJ realizam uma pesquisa interna e depois vão atrás - tanto no mercado quanto na academia - de profissionais que possam ser capacitados para treinar os executivos em temas específicos da empresa.ÿ

"Já foi provado que o desenvolvimento de pessoas traz de 14% a 33% do retorno do capital esperado pelos acionistas", afirmou Costa, que é mestre em Economia pela Universidade da Califórnia e ex-diretor do IBMEC. Ele frisa com convicção: "as empresas têm que investir na formação das pessoas". Essa necessidade vem, principalmente, segundo ele, do fato de ter se tornado essencial que todos os profissionais, de qualquer área da empresa, pensem em termos do negócio como um todo, não só em sua parte específica. "Em qualquer atividade que se realize no dia-a-dia, é preciso se perguntar: como isso afeta o negócio?".ÿ

Segundo pesquisas, a meta de performance que a empresa mais quer para prever o seu futuro é: capacidade de liderança do time. No entanto, atualmente, o que é reportado para a diretoria são medidas operacionais, como número de demissões, e não medidas estratégicas.ÿ

"Para o progresso da empresa e desenvolvimento de um treinamento neste sentido para os funcionários, é preciso fazer uma previsão de longo prazo de quantos líderes se quer ter, com qual perfil e em quais vagas", diz Santille. ? a partir disso que se monta um plano de desenvolvimento para esses líderes. Segundo o consultor, o que mais falta nas empresas hoje é justamente essa estratégia de desenvolvimento de líderes.ÿ
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.