text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Eleições na UFC entram na reta final

      
Os professores Öcaro de Sousa e Ana Iório e seus respectivos vices realizaram ontem o último debate entre os candidatos ao cargo de reitor da Universidade Federal do Ceará

Contagem regressiva para a eleição do novo reitor da Universidade Federal do Ceará. Ontem, foi realizado o último debate entre os candidatos a reitor e vice-reitor da UFC, no Campus do Porangabuçu. No total, foram três debates, sendo os outros dois no Campus do Benfica e no Campus do Pici. A partir de agora, cada candidato deverá prosseguir com visitas e debates nos departamentos e cursos da universidade. Concorrem aos cargos a chapa formada pelos professores Ana Maria Iório Dias e Ricardo Pontes (vice), e a chapa formada pelos professores Öcaro de Sousa Moreira e Jesualdo Farias (vice).

O pleito está marcado para a próxima quarta-feira, 28. O presidente da Comissão Eleitoral Central, professor Alexandre Rodrigues, indica que a votação será realizada por meio de cerca de 44 urnas, distribuídas por todos os campi da universidade, inclusive em Sobral e no Cariri. A votação começará às 8 horas e se estenderá até às 17 horas em departamentos com atividades somente diurnas e até às 21 horas nos que também funcionam à noite. "Nós vamos disponibilizar até segunda-feira os locais e horários exatos no portal da UFC (www.ufc.br)", aponta Rodrigues.

Ele recomenda que todos os votantes apresentem documento de identidade com foto no ato de votação. Estudantes, docentes e técnicos poderão votar em qualquer urna, independente do departamento ao qual pertençam. Os candidatos só poderão fazer propaganda até 48 horas antes do pleito. De acordo com Rodrigues, caso alguma chapa infrinja a norma, a Comissão Eleitoral deverá se reunir e aplicar penalidade proporcional. "Mas eu acredito, pelo nível dos candidatos, que isso não aconteça", afirmou.

Poderão votar professores efetivos, servidores e estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação, mestrado ou doutorado. Após a contagem dos votos, a Comissão Eleitoral encaminhará o resultado ao Conselho Universitário (Consuni), indicando o número de votos destinados a cada candidato.

Com base no resultado, o Consuni vai elaborar lista tríplice e encaminhar ao Ministério da Educação (MEC) para a escolha final do nome do reitor pelo Presidente da República. "O presidente poderia, pela lei, escolher qualquer dos três (da lista), mas já é habitual que ele escolha o mais votado", diz Rodrigues. As eleições têm caráter consultivo, para indicar os candidatos mais votados que comporão a lista tríplice. Contudo, concorrem aos cargos apenas duas chapas, devendo todos, inevitavelmente, participar da lista.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.