text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Alunos de Medicina podem estagiar no HCF

      
Está previsto acontecer, já no próximo ano lectivo, um estágio de um mês e meio de um grupo de 15 alunos da disciplina de "Introdução à Clínica".
Esses alunos virão da Universidade de Lisboa e, segundo Isabel Torres, presidente do Departamento de Ciências da Saúde da Universidade da Madeira, é um primeiro passo para ser assegurado o ensino da referida disciplina na instituição madeirense.
? que a partir de agora, explica a docente, "a parte da aprendizagem já é muito clínica e temos de ter uma colaboração muito estreita com as entidades da própria Região.
Uma "colaboração muito boa por parte da Secretaria Regional dos Assuntos Sociais", foi enaltecido pela responsável, até porque "os alunos têm acesso a centros de saúde de qualidade".

A caminho do sexto ano

Há também a possibilidade de poder ter, na Madeira, o 6.º ano profissionalizante, uma vez que nessa altura do curso já existe um estágio na área clínica e, segundo Isabel Torres, "estamos a envidar todos os esforços para que um grupo de alunos possa fazer um estágio no nosso hospital". Em suma, "temos de ver qual das áreas de estágio é que o nosso hospital pode oferecer, mas que possam ir de encontro ao que a Faculdade de Medicina considera necessárias".
Eventualmente, pode ser já durante o próximo ano lectivo, sendo possível que, nessa altura, haja alunos que decidam cá ficar, pelas condições que o nosso Centro Hospitalar e a própria Região oferecem.
Isabel Torres refere, por outro lado, que a este curso têm chegado alunos vindos de cursos da área da saúde, como a Fisioterapia, as Análises Clínicas e a Farmácia.
Passos certos e seguros é como Isabel Torres perspectiva o futuro do curso, para que seja possível, um dia, ter a possibilidade de dar na Madeira todo o curso de Medicina..
Neste momento, está a preparar-se apenas a reestruturação dos três primeios anos do curso, ao nível nacional, que será dado em módulos "transversais", ou seja, o curso será "dividido" em várias partes do corpo, que serão estudados, cada um deles, de todas as perspectivas. O que não se sabe é se isso será feito neste próximo ano lectivo, refere a presidente do departamento.


Estudantes da Madeira premiados todos os anos

Um balanço extremamente positivo, segundo a Faculdade de Medicina de Lisboa. ? desta forma que Isabel Torres classifica a aposta da UMa, quando fala dos alunos que estão bem integrados na universidade "mãe". A presidente do departamento realça que o facto de poderem ir para Lisboa dois anos depois, já os prepara de outra forma, até porque quando se mudam para o continente já conhecem parte dos colegas de curso e encarar mais 200 colegas torna-se mais fácil. A preparação dos alunos que têm os dois primeiros anos cá tem vindo a revelar-se uma mais-valia, até porque têm sido sucessivamente premiados os estudantes da UMa desde que o curso abriu. Há 14 médicos do Serviço Regional de Saúde a dar aulas na Penteada, uma médica doutorada e quatro professores doutorados aqui, a que se juntam os professores que dão aulas por videoconferência. Alunos com muitas qualidades completam este leque que é quase "uma família", sem esquecer os rostos menos visíveis do departamento.
O prémio de fisiologia e as duas melhores notas de anatomia nos dois últimos anos a nível nacional reforçam o que Isabel Torres enaltece como uma aposta ganha.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.