text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

A importância de avaliar os alunos

      
Professor afirma que testes são essenciais para o desenvolvimento dos estudantes

BARTIRA BETINI

Os sistemas de avaliação estão cada vez mais contextualizados dentro da educação brasileira. Hoje eles são padrões para classificar a qualidade de ensino e o desempenho dos alunos. O educador Naércio Menezes Filho, professor titular do Ibmec São Paulo, é autor do estudo Desempenho Escolar no Brasil, elaborado com base nos dados do Sãb 2005. Para ele, as avaliações são essenciais e fazem a diferença.

JT: Este estudo examina o desempenho dos alunos da 4¦, 8¦ e 3¦ série do Ensino Médio. Qual a conclusão ?

Naércio Menezes Filho: A pesquisa mostra que as variáveis, tais como número de computadores na escola, processo de seleção do diretor e dos alunos, escolaridade, idade e salário dos professores, têm efeitos muito reduzidos sobre o desempenho dos alunos, como ocorre nos EUA, por exemplo. O salário dos professores só explica o desempenho dos alunos na rede privada. Uma das únicas variáveis que afetam consistentemente o desempenho do aluno é o número de horas-aula, ou seja, o tempo que o aluno permanece na escola. Assim, uma política educacional que poderia ter um efeito grande de aumentar a qualidade do ensino seria a de aumentar o número de horas-aula, mesmo que para isso seja necessário aumentar o número de alunos por classe, pois o tamanho da turma não afeta o desempenho do aluno em nenhuma série.

As avaliações hoje são eficientes?

Sim, elas são muito eficientes no sentido de trazer informações úteis para a sociedade a um custo relativamente baixo.

Até que ponto elas ajudam a detectar falhas no ensino?

Elas permitem que se compare o desempenho de escolas que atendem ao mesmo público. Nesse sentido, elas ajudam a visualizar problemas nas escolas que recebem muitos recursos e que não estão fornecendo um ensino de qualidade para os seus alunos. Além disso, elas permitem que os diretores das escolas e secretários de Educação possam tomar conhecimento desse fato e formular políticas públicas para tentar reverter a situação.

Dá para generalizar, como é feito hoje, ou elas deveriam levar em conta o contexto em que o aluno vive?

Sim, o ideal seria comparar escolas que são ?comparáveis?, ou seja, escolas que atendem o mesmo público. Assim, seria melhor se os resultados dos exames de proficiência fossem divulgados juntamente com o nível socioeconômico médio dos alunos das escolas, para que os pais também possam levar isso em conta na hora de escolher a melhor escola para seus filhos.

Os métodos de avaliar precisam mudar?

Obviamente existe espaço para mudanças pontais, como por exemplo divulgar os resultados juntamente com o nível socioeconômico dos aluno, mas não vejo a necessidade de grandes mudanças.

Depois que as avaliações foram implantadas, o ensino melhorou?

Os resultados das avaliações começaram a se tornar públicos há pouco tempo, portanto, ainda não impactaram o nível de ensino. Mas isso deve ocorrer ao longo do tempo, na medida em que as escolas e redes com piores resultados tomem consciência disso e implementem políticas para reverter a situação.

As avaliações aplicadas em outros países são mais eficazes?

Os métodos são muito parecidos com os utilizados nas avaliações existentes no Brasil. A diferença ocorre na hora de decidir o que fazer com base nos resultados que foram obtidos os testes.

 
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.