text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Fundação abre cursos sem ter professores suficientes

      
Cristiane Bomfim

Quase dois meses depois de iniciadas as aulas, os alunos do 1º ano do curso de Administração do Centro Universitário Fundação Santo André sofrem com a falta de professores. Desde o dia 15 de fevereiro, primeiro dia do ano letivo, eles não tiveram nenhuma aula de Filosofia. A situação se agravou há três semanas, quando o professor de Matemática foi afastado por motivo de doença.

Para o estudante de Administração Leonard Perroni Baptista Rigueira, 25 anos, a falta de professores é um descaso com os alunos. "A gente se decepciona com a falta de organização da escola. As aulas começaram antes do Carnaval e nada foi feito."

Segundo a faculdade, o problema é pontual e atinge apenas cinco das 210 turmas em andamento de 22 cursos diferentes. Ainda segundo a instituição, Filosofia e Matemática são únicas disciplinas que não estão com quadro completo de professores.

A Fundação alega que o número de turmas passou de 10 no último semestre para 15 neste ano, e que a burocracia que envolve a contratação de funcionários na rede pública atrasou a vinda dos novos professores.

Um professor que não quis se identificar disse que a instituição planejou mal o aumento de turmas. "Alguns cursos não formaram turmas por ter número insuficiente de alunos. Para compensar, foram abertas mais turmas de cursos que tinham demanda grande."

A Fundação Santo André prevê que os cursos sejam normalizados no meio do mês. As aulas perdidas, segundo a instituição, serão repostas.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.