text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

O poderoso chocolate amargo

      
Por Silvia Angerami

Estudos científicos comprovam que o chocolate amargo, assim como o vinho tinto, contém substâncias que atuam como antioxidante, impedindo o acúmulo de gordura nas paredes dos vasos sangüíneos. Com base nessas informações, Tatiana Frasquete, recém-graduada do curso de Nutrição da UNIPAR (Universidade Paranãnse), campus de Umuarama, desenvolveu seu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) sobre o tema. Seu objetivo foi investigar o conhecimento sobre os efeitos benéficos do chocolate amargo na prevenção e no controle de doenças cardiovasculares em indivíduos adultos portadores de cardiopatias.

Fizeram parte da pesquisa 50 pessoas, entre 20 e 85 anos, portadores de cardiopatias e freqüentadores de um Hospital e de uma UBS (Unidade Básica de Saúde), em Umuarama. Elas responderam a um questionário a fim de investigar consumo e conhecimento sobre os efeitos preventivos do chocolate amargo nas cardiopatias.

As entrevistas revelaram que o chocolate ao leite é o mais consumido. Mais de 80% da população estudada não tinha conhecimento do papel do chocolate amargo como antioxidante. Mas a maioria dos participantes da pesquisa disse que utilizaria o chocolate amargo como alimento funcional na prevenção e no controle das doenças cardiovasculares.

"Duas barras pequenas equivalentes a 10g de chocolate amargo por dia podem reduzir a pressão arterial em hipertensos e diminuir os riscos de infarto e derrame, porém pessoas obesas ou com nível de colesterol alto não devem comer mais do que um tablete pequeno por dia", adverte Tatiana. "Todos os benefícios do chocolate amargo não se aplicam ao chocolate ao leite e nem ao chocolate branco, devido às gorduras saturadas do leite que são acrescentadas no processo de fabricação", alerta a professora Marcia Ferreira, orientadora do projeto.

Mas calma lá! Cuidado para não se entusiasmar demais com as belas qualidades científicas do amado chocolate, pois 100g do produto continuam a ter, em média, a exorbitante quantidade de 500 calorias.

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.