text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Unicamp cria um sensor para detectar fraude em combustível

      
Pesquisadores da Unicamp (Universidade de Campinas) desenvolveram uma técnica baseada em um sensor capaz de verificar fraude em combustível.

O aparelho utiliza fibras ópticas especiais, fabricadas na Faculdade de Engenharia Mecânica, que permitem medir as concentrações na mistura de álcool e gasolina, a eventual adição de água no caso do álcool puro ou a presença de produtos estranhos em gasolina adulterada.

"A grande vantagem é que esse sistema mede os valores em tempo real. Não é preciso coletar uma amostra para analisá-la em laboratório", afirma o professor Carlos Kenichi Suzuki, do Departamento de Engenharia de Materiais.

Mais do que detectar uma possível fraude contra o consumidor, a mesma técnica pode ser usada em cada passo da cadeia produtiva. Calibrado para identificar os componentes a cada segundo ou microssegundo, o sensor permite conferir a qualidade do combustível enquanto corre pelo duto na indústria, nos depósitos das agências de distribuição, na chegada ao posto de gasolina, até o consumidor final.

O professor Suzuki explica que veículos flex já possuem um sensor, mas que fica instalado no escapamento para determinar o nível de gasolina e de álcool na emissão dos gases. E, ainda assim, a medição é feita eletronicamente. "O ideal é ter o sensor no momento de entrada do combustível e não apenas na sua queima", observa.

Os pesquisadores esperam agora investimento de empresas para levar o aparelho até o consumidor.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.