text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

? hora da escolha

      
O planejamento da carreira deve começar cedo: na época de preparação para o vestibular

Priscilla Borges

Como se não bastasse o estresse do período pré-vestibular, os estudantes que estão nessa fase da vida enfrentam um outro conflito tão importante quanto a entrada na universidade: a escolha da profissão. Tentar encontrar o caminho que trará dinheiro, felicidade e sucesso é uma tarefa árdua. Os jovens não titubeiam em dizer que essa é uma decisão extremamente difícil, especialmente para ser tomada aos 17 anos. Mercado de trabalho e felicidade são preocupações que não sãm da cabeça deles.

Para os especialistas, além da imaturidade, a juventude sofre porque não se conhece direito. Então, a primeira providência dos alunos aflitos deve ser entender os próprios gostos, saber quais atividades lhes dão prazer e pensar em como gostariam de estar no futuro. "Há um leque enorme de carreiras, mas os jovens não se sentem seguros para escolher nenhuma delas. Falta informação e autoconhecimento", define o psicoterapeuta Leo Fraiman, autor de inúmeros métodos de orientação profissional.

Carmen Cavalcanti, diretora da Rhaiz Soluções em RH, acredita que os estudantes também pecam ao escolher os cursos de graduação baseados apenas em dados superficiais. Ela destaca que uma boa decisão exige conhecimentos mais profundos a respeito do que é estudado em cada área, as opções de atuação profissional, do mercado de trabalho como um todo. Por isso, pesquisar é segunda ordem. Buscar todo tipo de informações sobre graduações e mercado de trabalho é fundamental.

Uma mãozinha especializada também pode facilitar a vida dos mais indecisos. Carmen aposta em um atendimento diferente para garantir tudo isso: o planejamento de carreira. Nesse tipo de serviço, os jovens aprendem sobre as vantagens e as desvantagens das profissões, conhecem profissionais, pesquisam sobre salários e perspectivas de futuro das carreiras a partir de seminários e oficinas. O ideal é que o processo seja feito desde o início do ensino médio e dentro das escolas.

Durante o planejamento de carreira, os estudantes também têm de avaliar a preparação para o vestibular e traçar estratégias para atingir esse objetivo. E, claro, um dos pontos mais importantes: passar pela orientação vocacional. "Os jovens se conhecerão melhor e farão uma opção mais consciente. Esse é um trabalho preventivo para que tenhamos pessoas menos frustradas e mais felizes no futuro", afirma Carmen. Ela lembra que, fazendo o que gosta, qualquer pessoa tem muito mais chances de ter sucesso.


SAIBA MAIS
Você pode encontrar mais informações interessantes para auxiliá-lo na sua escolha profissional nos seguintes sites: www.rhaiz.com.br e www.teenageronline.com.br. Nesse último, é ainda possível fazer testes de personalidade e orientação vocacional.
 
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.