text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Universidades estaduais estudam possibilidade de greve

      
Na noite desta terça-feira, após assembléias realizadas simultaneamente por professores de quatro universidades públicas estaduais - Uesf, Uesb, Uneb e Uesc -, ficou definido que os professores das quatro instituições entrarão em "estado de greve" a partir desta quarta-feira (11).

"O estado de greve significa uma posição intermediária entre o indicativo de greve e a deflagração da greve", explicou Maslowa Freitas, diretora da Adufs (Associação dos Docentes da Universidade de Feira de Santana). Com isso, as aulas prosseguirão normalmente.

Nas assembléias, organizadas pelo Fórum das ADïs - que congrega as associações de docentes das quatro universidades - o mesmo conjunto de propostas foi analisado por todos, que por ampla maioria decidiu não aceitar a proposta do governo de incorporação ao salário base de apenas 6% da Gratificação de Estímulo à Atividade Acadêmica (GEAA).

Nesta quinta-feira, uma nova reunião com o secretário de educação Adeum Sauer prosseguirá com as negociações. "Concretamente nada está resolvido, em que pese o secretário ter nos recebido e aberto um diálogo franco", completou a diretora da Adufs.

Ainda segundo Maslowa, na próxima terça-feira (17) acontecerá uma paralisação de advertência, com a suspensão das aulas e a realização de um ato público em frente ao Shopping Iguatemi, em Salvador, reunindo professores, funcionários e alunos.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.