text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Com um pé no mercado

      
Com laboratórios para sete áreas diferentes de formação em seu Centro de Estágios e Prática Profissional, a URI pretende aproximar os acadêmicos do mercado e oferecer um serviço gratuito à população

O Centro de Estágios e Prática Profissional montado pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), em Erechim, no norte do Estado, está sendo fundamental na formação de alunos como Lucas Maróstica, 21 anos. Com laboratórios para sete áreas diferentes de formação, a universidade pretende aproximar os acadêmicos do mercado, ao mesmo tempo em que oferece um serviço gratuito à população.

Na farmácia do centro, a teoria ultrapassa as fronteiras impostas pelas páginas dos livros. ? ali que a aluna Ronise Galvan, 22 anos, deu os primeiros passos para o mundo que enfrentará assim que se formar.

- Quero trabalhar como farmacêutica e com a experiência que adquiri aqui, principalmente na manipulação de medicamentos, vou estar na frente dos concorrentes - salienta.

A farmacêutica responsável técnica pela farmácia e pelos estágios, Juliana Roman, diz que o contato direto com o cliente e o trabalho na profissão formará profissionais mais experientes e responsáveis. No Laboratório de Análises Clínicas, a bioquímica Christine Bonissoni Biasus acompanha os estagiários nos primeiros passos para viver a rotina real de um laboratório. Já são 170 alunos dos 5 mil acadêmicos da URI.

Além da farmácia e do laboratório, o centro conta com salas equipadas e profissionais para o atendimento de fisioterapia, laboratório contábil, psicologia, escritório de negócios internacionais, laboratório de nutrição e de prática de direito, que se soma ao atendimento da Defensoria pública.

Só na fisioterapia, que conta inclusive com piscina para hidroterapia, são realizados mais de 380 atendimentos por mês. A piscina, como um grande aquário, permite também a observação do atendimento feito a cada paciente.

Segundo a coordenadora do curso, Fernanda Dal'Maso, já é possível notar o crescimento dos alunos proporcionado pela prática profissional.

O investimento de R$ 4 milhões, no prédio a duas quadras do campus, dará duplo retorno à comunidade. Conforme o diretor-geral do campus da URI, Luiz Mário Spinelli, a integração entre o ensino formal e a prática estão beneficiando a população carente, que é função social da universidade. Ao mesmo tempo, contribui para a formação de profissionais mais competentes e preparados para o mercado de trabalho.

Além dos laboratórios existentes no centro, a URI mantém convênios para estágios em outras instituições, nas áreas de licenciatura e uma unidade especial para o curso de Técnicas Agropecuárias.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.