text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Patos recebe parecer favorável para curso de Medicina da UFCG

      
ESDRAS MARCHEZAN

A cidade de Patos foi apontada pela Comissão de Avaliação do Ministério da Educação para implantação do curso de Medicina da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) como a que possui melhores condições para a implantação imediata do curso, mas o parecer final sobre o local onde o curso vai funcionar ficará a cargo do Colegiado Pleno do Conselho Universitário em decisão a ser tomada entre os dias 8 e 9 de maio. O anúncio sobre o parecer foi feito na tarde de ontem pelo reitor da instituição Thompson Mariz, no auditório do Centro de Extensão José Farias da Nóbrega e terminou em tumulto e protesto, depois que a reitoria contrariou o resultado e apontou a cidade de Cajazeiras como a melhor para sediar o curso de Medicina. O prefeito de Patos, Nabor Wanderley, estava presente à solenidade e protestou: "Nós fomos convidados para ouvir aqui o relatório da comissão e o que ouvimos foi o relatório pessoal do reitor, que não tem capacidade de dirigir a universidade com seriedade", desabafou. Além de Patos e Cajazeiras, Sousa também está na disputa pelo curso.

A comissão composta pelos professores Dra. Vilma Lúcia Fonseca (UFCG), Dr. Valderílio Feijó de Azevedo (UFPR) e Dr. Eurípedes Soares Filho (UEPI) - especialistas em avaliação de ensino médico - visitou as três cidades e analisou que todas poderiam ser atendidas pelo curso da UFCG desde que a instituição investisse nos campi e na rede SUS. Mas no parecer final apontou que Patos possui um maior número de usuários, consultas e atendimentos do Programa Saúde da Família, possui um número de leitos credenciados ao SUS maior que o das cidades concorrentes e leva vantagem com relação a equipamentos e serviços de ambulatórios. "Entretanto, neste momento, de acordo com a metodologia utilizada, a cidade de Patos reúne melhores condições para a implantação do curso pretendido", conclui o relatório.

CAJAZEIRAS

Mas o reitor Thompson Mariz apresentou uma análise independente apontando fatores que colocam a cidade de Cajazeiras como a mais capacitada para sediar o curso de Medicina e disse que esses argumentos serão submetidos à decisão autônoma do colegiado. "Vemos fatores que colocam a cidade de Cajazeiras como a melhor para sediar o curso. Mas a decisão final será do colegiado", explicou o reitor em meio aos gritos de protesto dos moradores de Patos que estiveram presentes à solenidade.

Um grupo de estudantes de Medicina de Campina Grande foi ao local do anúncio e protestou contra a falta de estrutura do curso.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.