text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Cidade pode ter universidade do sul do Estado

      
GISELE ALMEIDA

Uma indicação para criação da Universidade Federal do Sul de Mato Grosso, com sede em Rondonópolis, de autoria do deputado federal Carlos Bezerra (PMDB), já está com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. A proposta foi encaminhada nesta semana pelo primeiro-secretário da Câmara Federal, Osmar Sarraglio (PMDB-PR). Após análise, o processo será encaminhado ao ministro da Educação, Fernando Haddad, que pode remetê-lo ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para a sanção.

A proposta de Bezerra é transformar o atual campus da UFMT em Rondonópolis na nova instituição independente, que atenderia todo o Sul de Mato Grosso.

Se o projeto for sancionado por Lula, o Estado passará a contar com duas universidades federais, a exemplo do que ocorre em Mato Grosso do Sul, que tem uma instituição de ensino federal na capital, Campo Grande, e outra na cidade de Dourados (Sul do Estado).

A indicação para a criação da Universidade Federal do Sul de Mato Grosso foi feita pela ex-deputada federal Teté Bezerra (PMDB), mulher de Carlos Bezerra, em 2005, por ocasião da visita do presidente Lula ao Estado, para a inauguração da Usina de Biodiesel de Barra do Bugres (365 km ao Norte de Rondonópolis). A proposta foi apresentada ao presidente após ser avalizada pelo governador Blairo Maggi (PR).

Na mesma época, a Câmara dos Deputados votou a criação de mais cinco universidades federais no País. A indicação, no entanto, foi arquivada no fim do mandato da deputada Teté. Mas, em fevereiro deste ano, foi reapresentada em audiência no Palácio do Planalto, pelo então recém-eleito deputado Carlos Bezerra.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.