text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Professores aprovam estado de greve na Uesb

      
Juscelino Souza

Os professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) aprovaram o "estado de greve" na instituição após assembléia na tarde de ontem. Segundo a Associação dos Docentes (Adusb), a categoria se prepara para paralisar as atividades e demonstrar "a insatisfação com a proposta apresentada pelo governo do Estado".

A assembléia geral da Adusb aprovou, ainda, uma aula pública em Vitória da Conquista, Jequié e Itapetinga, nos três campi da instituição. As atividades acadêmicas serão transferidas para o Teatro Glauber Rocha, durante os três turnos, às 8, 14 e 19 horas. No entanto, não haverá paralisação das atividades.

Os professores devem convocar os alunos para esse ato de mobilização, com a presença de técnicos, discentes e docentes, para discutir o tema Universidades Estaduais Baianas - Crise e Perspectivas. Em assembléias realizadas nas demais estaduais, o indicativo também foi aprovado.

Os docentes ainda aprovaram o indicativo encaminhado pelo Fórum das ADs (associações dos docentes) de paralisar todas as atividades em 17 de abril (terça-feira). "Também haverá um ato público, em Salvador, perto do Shopping Iguatemi, em defesa das reivindicações do movimento docente", informou a assessora da Adusb, jornalista Mariana Sousa. Novas assembléias unificadas estão previstas para acontecer dia 28, com o intuito de "avaliar o resultado das negociações com o governo".

Negociação - A mobilização dos docentes é estadual e atinge ainda as outras universidades públicas da Bahia. Uma rodada de negociação está prevista para hoje na Secretaria de Educação, em Salvador. Professores das quatro universidades estaduais (Uefs, Uesb, Uneb e Uesc) confirmaram que estão em estado de greve, porém, sem parar as atividades. A idéia é manter as negociações com o governo a fim de garantir o reajuste salarial.

Além da audiência de hoje, haverá uma concentração em frente à Secretaria de Educação, no CAB. A paralisação de advertência, dia 17, está confirmada.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.