text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Minicrocodilo de 90 milhões de anos é encontrado em Marília

      
O fóssil de um minicrocodilo brasileiro foi encontrado em Marília, interior de São Paulo. O esqueleto foi apresentado ontem por paleontólogos brasileiros, que o batizaram de Adamantinasuchus navã.

O crocodilo, de apenas 50 cm de comprimento, é menor do que qualquer jacaré atual. Ele foi descoberto nas obras de construção de uma represa por William Nava, coordenador do Museu de Paleontologia de Marília.

Nava, um dos principais caçadores de fósseis do interior paulista, conta que foi ao local da represa em busca de possíveis achados.

"Sempre costuma aparecer alguma coisa nessas obras. Mas quando eu cheguei o lago da represa já estava sendo enchido", disse.

Segundo Nava, mesmo assim, foi possível encontrar os fósseis do minicrocodilo em rochas que datam de 90 milhões de anos atrás.

A análise morfológica do bicho, que permitiu mostrar que se trata de uma nova espécie de crocodilo extinto, foi feita por Pedro Henrique Nobre e Ismar de Souza Carvalho, do Departamento de Geologia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). O nome do animal é uma homenagem a Nava, responsável pelo achado.

"A grande peculiaridade dele é que se trata de um animal pequeno. Lembra muito um cachorro chihuahua", afirmou Carvalho.

O crânio dele apresenta olhos grandes em relação ao resto da cabeça e os dentes da frente protuberantes. Os pesquisadores estimam que o animal teria hábitos noturnos e comeria pequenos animais, insetos e carniça.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.