text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Escola abre cursinho para treinar jovem para o Enem

      
Idéia é que estudante terá mais chance de conseguir vaga no Prouni

Sidnei Costa

O aluno do ensino médio Daniel Vitor Pedrazi estuda em casa, em Cedral

Escola de São Paulo implanta curso em Rio Preto com o objetivo de treinar alunos para o Enem.

Eles vendem a idéia de que o estudante matriculado no cursinho tem maior chance de conseguir vaga no Prouni, projeto do governo federal que oferece bolsas integrais e parciais em faculdades particulares.

Para especialistas, o cursinho desvirtua um dos principais objetivos do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que é avaliar a qualidade das escolas.

"O ensino está cada vez mais mercantilizado. Esse tipo de cursinho vai desequilibrar o instrumento de investigação da qualidade do ensino médio", diz Maria Dalva Pagotto, secretária-geral da Unesp (Universidade Estadual Paulista).

A opinião é compartilhada pela pedagoga Maria Helena dos Santos Matos.

"A capacidade do aluno deve ser adquirida ao longo de sua formação."

O coordenador pedagógico do cursinho do Enem, Luiz Flávio Gomes, discorda das especialistas e diz que o MEC (Ministério da Educação) possui outros mecanismos para avaliar a qualidade das escolas.

"Os benefícios são bem maiores. O curso faz um papel social e tem o objetivo de incluir estudantes de escolas públicas no programa do Prouni. Neste ano muitas bolsas foram desperdiçadas porque os alunos não conseguiram a nota mínima no Enem."

Daniel Vitor Pedrazi, aluno do terceiro ano do ensino médio, é um dos interessados em fazer o curso do Enem. Ele mora em Cedral e viaja todos os dias para estudar em Rio Preto, onde acredita ter melhores instituições de ensino.

"A faculdade pública está muito concorrida e a particular é muito cara. Com uma boa pontuação no Enem a chance de conseguir uma vaga na universidade é bem maior", diz o estudante matriculado no Cardeal Leme e que faz curso técnico na Escola Estadual Philadelpho Gouvea Neto.

Média da maioria é baixa
Em Rio Preto apenas 17 das 51 escolas de ensino médio (particulares e públicas) que participaram da última avaliação do Enem conseguiram médias acima de 45 pontos.

De acordo com o MEC (Ministério da Educação), essa é a nota mínima que deve ser alcançada para conseguir uma bolsa no Prouni.

Das escolas de Rio Preto que alcançaram médias acima de 45 pontos, apenas duas são públicas.

Além de ajudar a conseguir bolsa em universidades particulares, o aluno que obter boa pontuação no Enem tem maiores chances de ingressar em uma faculdade pública. Isso porque algumas instituições de ensino superior oferecem benefícios para alunos com destaque no Enem.

A próxima avaliação do Enem acontece no dia 26 de agosto. As inscrições devem ser realizadas entre os dias 14 de maio a 15 de junho.

Mensalidade tem custo de R$ 80
O cursinho do Enem é promovido pela Rede LFG. A mensalidade custa R$ 80 e as aulas começam no dia 28. Mais informações podem ser obtidas na rua Saldanha Marinho, 2.815, sala 21, telefone (17) 3235-7409.

"As aulas vão ocorrer até o último sábado que antecede a prova do Enem", diz o coordenador pedagógico, Luiz Flávio Gomes. Ele diz que o cursinho será oferecido em 140 cidades do Estado.

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.