text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

UFPB terá 21 cidades como pólo para ensino de cursos a distância

      
JULIANA BRITO

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) vai utilizar 21 municípios como pólo para ensino superior virtual na modalidade a distância. Por meio da "UFPB Virtual" serão oferecidas 1.665 vagas, distribuídas entre os cursos de Licenciatura em Letras (habilitação em Língua Portuguesa), Licenciatura em Matemática e Licenciatura em Pedagogia (habilitação em Educação Infantil).

Metade das vagas será destinada a professores leigos que atuam em escolas públicas. A outra parte poderá ser disputada por qualquer pessoa com ensino médio completo. O público alvo do programa são jovens e adultos que moram no interior do Estado e não têm acesso à educação superior pública. A UFPB Virtual é parte do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB).

O programa foi lançado oficialmente ontem, no auditório da Reitoria, no Campus I da universidade, em João Pessoa. A forma de acesso aos cursos será um vestibular simplificado, que terá questões de múltipla escolha referentes às disciplinas Língua Portuguesa, Literatura Brasileira, Matemática, Física, Química, Biologia, Geografia Geral e do Brasil, História Geral e do Brasil, além de Língua Inglesa, Francesa ou Espanhola. Os candidatos também farão uma Redação, de caráter eliminatório.

O calendário do vestibular simplificado 2007 começa no dia 28 de maio, com a abertura do período de inscrições - que se estende até o dia 8 de junho. As provas de seleção serão aplicadas no dia 10 de julho. A divulgação do resultado está prevista para o dia 17 de julho. O cadastramento da matrícula inicial dos classificados será realizado entre os dias 23 e 25 de julho.

A implantação da UFPB virtual vai ocorrer em duas etapas. A primeira - a partir de 1º de agosto - vai contemplar oito municípios que fazem parte do Grupo I: Araruna (PB), Duas Estradas (PB), Campina Grande (PB), Conde (PB), Cuité de Mamanguape (PB), Pombal (PB), João Pessoa (PB) e Ipojuca (PE). A segunda fase da implantação vai beneficiar o Grupo II, composto pelos seguintes municípios: Itabaiana (PB), Itaporanga (PB), Livramento (PB), Lucena (PB), Mari (PB), Pitimbu (PB), Limoeiro (PE), Jacaraci (BA), Paratinga (BA), Camaçari (BA), Itapicuru (BA), Mundo Novo (BA) e Ubajara (CE).

O titular da Pró-Reitoria de Graduação (PRG), Umbelino de Freitas Neto, ressalta o benefício que a utilização da tecnologia proporciona para a educação superior pública. "Esse é um projeto de uma nova universidade. ? outra universidade dentro da UFPB", afirmou Umbelino.

O reitor da instituição, Rômulo Polari, avaliou a novidade como sendo positiva, levando em consideração, principalmente, a deficiência relacionada à educação existente no Estado. "Temos que trazer a universidade para essa contemporaneidade. O projeto de educação a distância parece uma iniciativa muito feliz e a UFPB não poderia ficar de fora", declarou Polari. Ele destacou que a educação a distância "tem que ter um padrão de qualidade - no mínimo - igual" ao que existe hoje nos cursos presenciais. "Não tenho dúvidas de que nossa educação a distância será um sucesso daqui a alguns anos", ressaltou o reitor.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.