text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Autonomia é elogiada por dirigentes

      
Dentre as 47 medidas que estão inseridas no Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), lançado na última terça-feira, dia 24, pelo presidente Lula e pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, uma chamou mais a atenção dos dirigentes de instituições federais: a autonomia para a contratação de docentes. "Essa questão da autonomia é uma demanda histórica, muito antiga. Cada vaga tinha que ser negociada, era uma novela. Agora cada reitor vai ter liberdade para gerir essa contratação", comemorou o reitor da UFMT e presidente da Associação Nacional de Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior(Andifes), Paulo Speller.

Para ele, pela primeira vez a educação está sendo vista de maneira sistemática e articulada, desde a creche até a pós-graduação. "A educação básica é a prioridade, mas também são contempladas ações estratégicas para o ensino profissional técnico e para o superior como um todo. Concordo com o presidente. ? chegado o momento de romper os 500 anos de privilégio para uma minoria. Foi um ato de coragem do Lula, na busca de levar a educação de qualidade para todos. Ele se colocou na linha de frente, junto com estados e municípios para melhorar a educação do país, que hoje está em péssimo estado".

A reitora da UniRio, Malvina Tuttman, também comemorou a autonomia na contratação dos docentes, porém fez uma ressalva. "A autonomia na contratação através de concurso é muito importante. Assim, será possível fazer a recomposição dos quadros. Mas essa questão da autonomia tem a ver não só com a contratação de pessoal, que já é um grande passo, mas também com regras bem claras de financiamento e descentralização da gestão do orçamento, o que ainda não temos. Isso ainda não foi feito", lembrou a reitora, que elogiou o modo como o PDE foi formulado. "Estou recebendo esse lançamento com uma profunda esperança porque o PDE tem uma percepção global da educação. Ele entende o processo educacional em sua totalidade, com vínculos em todos os níveis. Não divide o sistema em básico e superior, vê como um conjunto".

De acordo com a reitora, o aumento de verbas para as universidades que abrirem ou ampliarem cursos noturnos e reduzirem seu custo anual, como determina o PDE, é um bom incentivo. "Essas verbas extras são importantes. As universidades precisam estabelecer um modelo pedagógico mais adequado à demanda do nosso país. Agora esse plano tem que passar para a execução", salientou Malvina.

Para o reitor da Rural, Ricardo Miranda, o PDE poderia ter trazido mais alguns avanços na questão da autonomia. "Ela dá uma autonomia maior para a contratação dos docentes, mas não inclui os técnicos-administrativos. Também dá uma liberdade maior com relação à questão dos professores substitutos. ? uma versão bastante interessante, que não resolve tudo, mas já garante alguns avanços", elogiou o dirigente, que disse não ter ficado surpreso com as medidas anunciadas. "De um modo geral o que foi lançado agora não traz muitas novidades, já que estamos acompanhando esse processo desde fevereiro e março, quando começaram a falar sobre o assunto. Na semana passada, tivemos uma reunião da Andifes e vimos a última versão do plano", contou Miranda.

Enquanto os reitores elogiaram a questão da autonomia, o presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Gustavo Petta, criticou a ausência de políticas de assistência estudantil no pacote do governo. "A partir do momento em que a universidade for ampliada, é necessário que se criem medidas de apoio a esses novos estudantes", sugeriu Petta, que disse ainda temer que as medidas anunciadas não sejam cumpridas. "Sabemos que a política econômica mantém um alto índice de superávit primário, há um engessamento da economia do país e isso não privilegia os investimentos em educação".
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.