text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Não existe estágio por aqui

      


Quando conheci a Universidade de Deusto levei um choque. Estava acostumada com a Unisinos e sua mega infra-estrutura. Cheguei aqui em um "coleginho". Sempre fui aluna do período noturno, acostumada a trabalhar durante o dia e nunca ter tempo para nada. Aqui, as aulas são diurnas e o pessoal não trabalha (aliás, vim na expectativa de fazer um estágio, mas é algo quase impossível).

Hoje em dia, estão começando a ter as aulas "practicas", mas ainda é algo pouco desenvolvido na Espanha, (mesmo para estudantes espanhóis é bastante difícil de achar uma vaga). ? uma nova experiência, tudo bastante diferente do que estava vivenciando no Brasil. Aqui, os alunos ainda se comportam como alunos de Ensino Médio (falam durante a aula). Também sinto que falta a riqueza dos estágios, pois quando o professor fala, imediatamente eu faço referência ao que já vivenciei e se torna mais fácil de entender. Percebo que os alunos espanhóis têm carência em ter vivenciado o dia-a-dia de uma empresa. Por outro lado, a informática é bastante avançada, ou seja, o campus possui wireless e todos os alunos têm notebook (aqueles bem pequenos) e os carregam na mochila. Os estrangeiros dos EUA e de outros países da Europa também têm seus "mini notebook's" e os carregam de um lado para o outro.

A sistemática de aula não é muito diferente do que estamos acostumados. Na cadeira de Sistema de Informações temos que montar um banco de dados em grupo, e no final do semestre, apresentá-lo. Na outra cadeira, de Direção Estratégica, a aula é baseada em estudos de caso. Temos que lê-los e analisá-los em casa e depois debatê-los em sala. Aqui, a diferença é que realmente temos que fazer algo em casa e falar em aula, dar nossa opinião. Não sei se funciona, pois na primeira experiência que tivemos (e por enquanto a única), a maioria dos alunos não leu os casos em casa e por isso não podia debater. Mesmo assim, a aula saiu e houve muitos debates entre aqueles que tinham lido.

Mudanças, quando elas acabam?

Nos últimos dias, estive pensando que tenho dificuldades para me adaptar a mudanças. No curso de Administração ouvimos com freqüência como pode ser difícil uma mudança na empresa. A reação das pessoas, o fato de trocar o certo pelo incerto, enfim. Na verdade, nunca vivi uma mudança empresarial que realmente me atingisse, então sempre ouvi falar sobre isso, mas nunca tinha experimentado. Alguns dias atrás, me dei conta que realmente participo do grupo de pessoas que têm uma grande dificuldade no assunto. Não sou aquele tipo de pessoa que chega no lugar como turista adorando tudo, achando tudo novo, super legal, etc. A nova situação me causa um mal-estar e enquanto não estou com tudo certo, uma "rotina" fico naquela agonia.

Resumindo: quando passo do estado que tenho tudo dando certo (família, amigos, renda, vida social, atividades, lazer, etc.) para outro totalmente desconhecido, sem nada disso, levo uns meses para me adaptar e me sentir "em casa". Achei importante esta descoberta, por mais que não seja algo agradável, ao menos sei que sou assim e passo a entender como me portaria em uma situação desssas no ambiente profissional.

Também passei a entender que aqui, na Europa, é totalmente normal somente estudar. As pessoas só estudam enquanto fazem a graduação e, depois, se seguem estudando (muitos seguem para o "master"), também não tem problema nenhum em não trabalhar. No Brasil, temos uma exigência enorme em trabalharmos e termos experiências durante a vida acadêmica. Sem isso, a pessoa não é nada. Quem contrataria um profissional que saiu recentemente da graduação e nunca teve uma experiência profissional? ? diferente. Vim com a idéia de fazer estágio, mas já vi que não é bem assim. Não sei dizer o que é melhor e o que é pior. Acredito que, aqui, eles estudem mesmo (assim espero) enquanto nós nos dedicamos mais ao trabalho.

Nome: Ana Pizzutti

Idade: 23 anos

Universidade: Unisinos (Universidade do Vale do Rio dos Sinos)

Curso: Comércio exterior
Programa: Graduação Sanduíche
País de destino: Espanha
Cidade: San Sebastián
Universidade:Universidad de Deusto
Previsão de retorno: julho de 2007

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.