text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

UFRR: perfil de aprovados

      

O perfil elaborado é de toda a Universidade, mas a proposta da Comissão Permanente do Vestibular (CPV) é elaborar o perfil de cada curso e de cada escola do estado. Os dados foram apresentados na última quinta durante o Seminário de Graduação. "O perfil por escola ajuda os professores do ensino médio saber onde estão acertando e errando", declarou o Professor Darcísio Pinheiro, Presidente da CPV. O perfil do aluno de cada curso também ajuda na elaboração dos Projetos Políticos Pedagógicos (PPPs) que regulamentam por exemplo a grade curricular de disciplinas.

O processo seletivo também foi lembrada no debate do seminário. ?As Universidades ainda não oferecem vagas para todos, por isso o vestibular ainda é o instrumento utilizado. Porém, devemos sempre aperfeiçoá-lo?, afirmou Darcísio.

A prova de habilidade específica para ingresso no Curso de Comunicação Social ajuda a selecionar melhor os novos alunos desde 2006. A prova é inédita no país e exige dos futuros jornalistas conhecimentos em informática e conhecimentos em atualidades locais, nacionais e mundiais. São perfis cada vez mais exigidos no mercado de trabalho.

INGRESSO SEM COTAS
A UFRR passou a receber mais indígenas através do vestibular tradicional e ingresso de estudantes de escolas públicas continua predominando. A presença de indígenas nos cursos de graduação passou de 0,8% para 1,13%.
São novos 29 estudantes das etnias macuxi e wapichana. 8,84% dos aprovados são negros, o que corresponde a 86 graduandos. Os declarantes de necessidade especial física, oral-auditiva ou visual foram 2,92%. "Garantindo o acesso das minorias tornamos permanente a pauta de garantir a permanência deles no ensino superior".

A Universidade continua recebendo mais estudantes provenientes da rede pública de ensino. 80% dos aprovados no Vestibular 2007, 772 alunos, fizeram ensino médio em escolas públicas. 71,4% destes também fizeram o ensino fundamental na rede pública. Os dados são os mais expressivos do país.

ESTUDANTE TRABALHADOR
19,79%, 193 aprovados, declararam ter emprego em horário integral, ou seja, 40 horas semanais. 20%, que corresponde a 196 alunos, têm vínculo empregatício com 20 horas por semana.

"Esses dados revelam a necessidade de manter e até expandir os cursos e disciplinas no período noturno para atender esse perfil com tendência crescente", afirmou Darcísio. Este é o objetivo do Governo Federal e do Ministério da Educação com o apoio das Universidades Federais.

Fonte: UFPR

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.