text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Reitor da UFPE é reeleito

      

Com 70,0577% dos votos válidos, o reitor da UFPE, Amaro Lins, venceu a consulta à comunidade acadêmica para indicar os novos dirigentes da Universidade. O vice-reitor Gilson Edmar foi o mais votado entre os três candidatos a vice, com 65,4181% dos votos válidos. A totalização dos votos das 70 urnas foi concluída às 23h, sendo transmitida online pelo site da UFPE (www.ufpe.br/apuracoes2007/), onde está disponibilizado o resultado do pleito, por tipo de eleitor (docente, técnicos administrativos e estudantes), por centro ou unidade administrativa. Entre os professores, Amaro e Gilson venceram em todos os centros.

Sérgio Alves ficou em segundo lugar na votação para reitor, com 14,2342% dos votos, enquanto Míriam Guarnieri obteve 14,1002% dos votos. Os votos brancos e nulos somaram 1,6079% do total. Na eleição para vice-reitor, a candidata Vilma Villarouco conseguiu 16,2897% dos votos e Francisco Ribeiro teve 15,7813% dos votos válidos. Brancos e nulos, para vice-reitor, totalizaram 2,5109% dos votos.

Do total de 36.558 eleitores aptos a votar, 10.684 compareceram à eleição, que ocorreu durante todo o dia (das 9h às 21h) num clima de tranqüilidade. Não foram registrados incidentes nos locais de votação e nem durante o processo de apuração dos votos no auditório da Reitoria. Além dos votos das urnas eletrônicas, foi preciso apurar votos manuais de eleitores que não haviam sido incluídos na lista oficial e de locais onde as urnas eletrônicas apresentaram problemas.

Os simpatizantes da candidatura de Amaro Lins lotaram o auditório e já saudavam a vitória do reitor, diante dos primeiros números da votação divulgados às 21h30, quando foi apresentado o resultado de 15 urnas, que representavam 21,43% dos votos.

Após a apuração de mais de 80% dos votos, o reitor comemorou a vitória. "Vamos realizar o que apresentamos como propostas, como a ampliação da gestão democrática, envolvendo todos os segmentos da universidade, o ensino, a pesquisa e a extensão", afirmou ele, enfatizando a necessidade de a UFPE aplicar o seu olhar para a sociedade, para o desenvolvimento do Estado e a interiorização do conhecimento. "A Universidade deve estar sintonizada com o desenvolvimento de Pernambuco", assinalou Amaro Lins, ao lado do vice-reitor Gilson Edmar.

"Agradecemos a toda a comunidade acadêmica que realizou esta eleição num trabalho coletivo", finalizou Gilson. Ambos reconheceram o empenho da Comissão Eleitoral e dos mesários (docentes, servidores técnico-administrativos e estudantes) que trabalharam para a realização do pleito.

Listas
Com a conclusão da apuração, a Comissão Eleitoral tem dois dias para aguardar eventuais recursos e depois encaminhar o relatório final da apuração ao Colégio Eleitoral Especial, formado pelos Conselhos Universitário e de Curadores, que vai organizar as listas tríplices de reitor e vice-reitor.

Apenas a lista tríplice de reitor será encaminhada ao Ministério da Educação (MEC) em um prazo máximo de 60 dias antes do final do mandato do atual reitor para, então, ser repassada à Presidência da República a quem cabe oficializar a escolha, com base na lista elaborada pelo Colégio Eleitoral. Após ser nomeado, o reitor designará o vice-reitor com base na lista tríplice organizada pelo Colégio Eleitoral.

Segundo ressaltou Ivanildo Figueiredo, presidente da Comissão Eleitoral, no período que antecedeu às eleições, todos os candidatos subscreverem um Termo de Conduta se comprometendo não proceder com qualquer ação judicial contra as deliberações do Conselho Universitário e regulamentado pela Comissão Eleitoral. "Portanto, temos certeza que esses prazos devem ser cumpridos sem nenhum sobressalto", avaliou.

Fonte: UFPE

  • Fonte:


Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.