text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

IES: mobilização

      

Por Silvia Angerami

Muitas delas realizam atividades, simpósios, apresentações especiais e não deixam o assunto cair em esquecimento. Mas tudo isso ainda é pouco para que a população se sensibilize para o problema. Estamos falando em mudança de comportamento. Alguns desses comportamentos estão arraigados há anos, há gerações. Mas quem se preocupa com o futuro do planeta e com o futuro das novas gerações precisa começar a agir.

Esta reportagem mostra o que algumas IES estão fazendo, com o objetivo de ampliar a discussão para além dos muros das universidades. Esta é uma relação incompleta, mas é um começo. O Universia pretende voltar ao assunto. Participe.

Esalq
A Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz) promoveu o workshop "Mudanças Climáticas: Impactos no Ambiente, Agricultura e Biodiversidade", sobre o aquecimento global, no dia 9/5. A programação contou com quatro palestras, de Pedro Leite da Silva Dias, do departamento de ciências atmosféricas da USP (Universidade de São Paulo); de Carlos Alberto Joly, da Unicamp (Universidade de Campinas); de Eduardo Delgado Assad, pesquisador da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária); e de Carlos Eduardo Cerri, da Esalq.

PUCPR
O pesquisador francês Yves Mathieu, um dos multiplicadores treinados pelo ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore, apresentou a palestra gratuita "Uma Verdade Inconveniente", sobre aquecimento global, no último dia 16/5, na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Mathieu também é coordenador para a Comunidade Européia da UNIPAZ, Rede Internacional de Educação para a Paz. e falou sobre os efeitos do Aquecimento Global, com base no documentário com o mesmo título da apresentação, que ganhou o Oscar 2007 da categoria. Preocupada com o meio ambiente, a PUCPR tem promovido freqüentemente eventos ligados ao tema, entre eles a palestra do secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná, Rasca Rodrigues, no início de maio.

UCB
A UCB (Universidade Católica de Brasília) programou o simpósio "Mudanças Climáticas Globais e Responsabilidade Social", para os dias 29 a 31 de maio. O encontro reunirá Haroldo de Oliveira Machado Filho, assessor especial da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima; Gilvan Sampaio, pesquisador Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) e Celso Salatino Schenkel, coordenador de Ciências e Meio Ambiente da UNESCO no Brasil. A grade traz palestras, conferências, exibição de filmes, exposições e apresentações culturais. Também está programada uma manifestação pública dos alunos da UCB nas embaixadas dos Estados Unidos e China.

UEM
O Programa de Pós-Graduação em Geografia da UEM (Universidade Estadual de Maringá) promoveu no dia 30 de hoje (30), às sete e meia da noite, uma palestra sobre desastres naturais versus desastres climáticos. O assunto vai ser abordado pela professora Mirian Ramos Gutjahr, do Instituto Geológico, de São Paulo. A atividade é aberta a todos os interessados gratuitamente e vai ser realizada no anfiteatro do Centro de Ciências Exatas da UEM, no Bloco F-67. Outras informações pelo fone 3261-4731.

UFPE
O professor do Departamento de Química da UFPE, Antonio Carlos Pavão, participou do debate "Aquecimento global: vamos refrescar essa idéia?", em uma escola no bairro da Várzea (Fortaleza, PE). Além do professor da UFPE, foram convidados o professor da UFRPE, Luiz Lyra, e a geógrafa da Fundaj, Edneida Cavalcanti. O debate pretendeu chamar a atenção para a questão, mas sem a intenção de alarmar. ?A discussão pretende sair da visão catastrófica, mas nem por isso vamos minimizar o problema. Cada vez mais as previsões vêm sendo mais precisas, saindo daquele cenário, que só levava ao alarme?, destacou o professor. Antes das discussões, foi apresentado o vídeo produzido pelo Greenpeace, "Mudança do clima e mudanças de vida". Também foi entregue aos participantes cópias do texto "Aquecimento Global, preocupação infantil", da Agência Estado. O encontro foi aberto à comunidade.

UFPR
A convite do Governo do Estado do Paraná e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, os professores Aparecido Ribeiro de Andrade e Wilson Flávio Feltrim Roseghini, do Departamento de Geografia de Irati, participaram em abril da II Reunião do Fórum Paranãnse de Mudanças Climáticas Globais, no Auditório do Centro de Ciências Florestais e da Madeira da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba. O evento contou com a presença de Carlos Afonso Nobre, Diretor do Centro de Previsões Climáticas, do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), que abordou o tema aquecimento global, além de debater quais ações o Estado do Paraná deverá promover para minimizar o problema.

UFSC
Antártida e Mudanças Climáticas; água e Mudanças Climáticas; Clima e Modelos de Previsão; água subterrânea e Desenvolvimento são algumas das palestras da 28¦ Semana da Geografia, programada para 21 a 25 de maio na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas. O evento conta com pesquisadores brasileiros do Chile e Argentina como palestrantes.

Uniban
A Uniban (Universidade Bandeirante de São Paulo), campus ABC, realizou no dia 18/05/07 a palestra "Comunicação: o caminho para a preservação". Também foi instalado no campus o Túnel Sensorial de Aspectos Climáticos, do Greenpeace, que demonstra as reações do meio ambiente com relação ao aquecimento global. Foi realizado ainda um simpósio sobre o tema, com a participação do ambientalista Virgílio Alcides de Farias, coordenador do MDV (Movimento em Defesa da Vida), o biólogo e professor da Uniban, Marcelo Muniz Rossa, e o coordenador de campanhas do Greenpeace, Guilherme Leonardi.

USC
O curso de Filosofia da USC (Universidade do Sagrado Coração) realizou, em abril de 2007, o debate "Aquecimento global: a culpa é de quem?", dentro do ciclo "Café Filosófico". O tema foi apresentado pelo professor e geógrafo José Carlos Rodrigues Rocha, no Centro de Estudos Literários Lingüísticos e Filosóficos (CELLF), no campus da USC, com entrada gratuita e aberta à comunidade. Rocha é coordenador do curso de Geografia da USC e abordou questões climáticas. Tendo em vista, que os sinais do Aquecimento Global têm alarmado toda sociedade que se vê rumo ao caos do clima. Em entrevista ao Jornal da Cidade, o geógrafo apresentou teoria que nos leva acreditar que o Aquecimento Global é o início de uma nova glaciação da Terra.

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.