text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

USP inaugura centro de treinamento cirúrgico

      

Por Marcel Frota

A USP (Universidade de São Paulo) inaugurou nesta segunda-feira, 13 de agosto, seu primeiro centro de treinamento cirúrgico eletrônico, da Faculdade de Medicina. Ele é parte do Centro de Ensino e Pesquisa em Cirurgia, onde foram investidos R$ 1,6 milhão, a maior parte de doações da iniciativa privada. O diferencial deste centro é que os alunos poderão aprender os processos cirúrgicos sem a presença de pacientes, resolvendo uma questão controversa: a utilização de estudantes em operações com pacientes reais em hospitais universitários usados, em sua maioria, por pessoas de baixa renda.

"O centro representa a preocupação com a formação dos futuros médicos e também com a qualidade do serviço a ser prestado para a sociedade. Esse centro tem uma tecnologia avançada. Vimos equipamentos simuladores para cirurgias laparoscópicas, o que exige um treinamento significativo, e é a primeira faculdade de medicina que possui equipamentos dessa natureza. Isso é um avanço tanto para a formação quanto para a prestação de serviços para a sociedade", disse Suely Vilela, reitora da USP.

O centro terá dois simuladores virtuais de cirurgia. As operações são feitas na tela do computador e o software registra os procedimentos e aponta eventuais erros. Desta forma, nenhum paciente corre risco de ser vítima de um erro cometido por um estudante ou cirurgião com pouca experiência. "Esse é outro grande avanço porque hoje o nosso aluno acaba treinando diretamente no paciente. Obviamente que devidamente assistido pelos titulares, mas isso traz um avanço para esse prévio treinamento, evita qualquer tipo de acidente. Então ele é fundamental e representa um avanço para o atendimento da comunidade", completou Sueli.

O governador de São Paulo, José Serra, participou da inauguração do centro e, como Sueli, classificou o centro como um avanço na área de treinamento cirúrgico. "Vai poder se treinar com muito mais efetividade, com muito mais garantia, os novos médicos, os residentes, os estudantes. Porque o centro é todo computadorizado e o estudante ou médico recém-formado faz uma cirurgia como se fosse verdadeira, embora fosse virtual", declarou Serra.

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.