text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Arrecadação de fundos de doações importantes

      

Por Lilian Burgardt

Quando você faz uma doação, o que passa pela sua cabeça em primeiro lugar? Você doaria fundos para um projeto ou pessoa desconhecida? Com estes questionamentos o presidente da AFP (Associação de Profissionais para a Captação de Recursos), Timothy R Burcham começou sua palestra sobre estratégia para uma abordagem eficiente em prol da captação de recursos.

Segundo Burcham, a filantropia é totalmente emocional, ou seja, os doadores destinam seus recursos para projetos que visem o bem-estar ou o aprimoramento de projetos que proponham uma intervenção positiva no atual cenário, seja da educação, ou de qualquer área que esteja precisando de recursos. Além disso, os doadores só costumam destinar seu dinheiro para projetos de confiança e, por trás deles, pessoas idôneas. "Daí é que tiramos as primeiras lições para uma abordagem de sucesso. ? preciso que seu projeto faça sentido para o doador e que o captador de recursos esteja muito próximo do doador, não só no momento de buscar a doação, mas durante todo o processo para a construção do projeto", disse Burcham.

Após mais de 20 anos de carreira, Burcham afirmou ter notado que 90% dos recursos captados são frutos do planejamento estratégico para sua captação e apenas 5% para o trabalho de pedir ao doador. Para ele, diante de um projeto de sucesso e de uma pessoa de confiança o doador se sente estimulado a contribuir, ainda que seja com quantias pequenas. ? preciso saber apresentar o seu projeto e cativar esse doador.

A estratégia utilizada por Buchmam se resume a um processo cíclico contendo as seguintes etapas:

Identificação: o captador de recursos precisa saber quem ele pretende atingir.

Avaliação e pesquisa: é preciso avaliar o potencial de cada doador alinhando-o às necessidades de seu projeto.

Interesse e envolvimento: nesta etapa o captador de recursos deve apresentar o projeto ao possível doador e mensurar seu interesse em contribuir.

Solicitação: uma vez identificado o interesse do doador, o captador de recursos pode fazer sua solicitação.

Compromisso: é preciso esperar pelo retorno do doador quanto a seu interesse em contribuir para não afugentá-lo.

Confirmação: é preciso formalizar a doação mantendo um relacionamento próximo com o doador para as próximas duas etapas.

Reconhecimento e renovação: Ao final do projeto, o doador pode ser convidado a receber uma homenagem por sua contribuição. Esta é uma forma de reconhecer sua participação e garantir que ele continue contribuindo com a instituição.

"Pessoas de sucesso gostam de estar ligadas a projetos bem sucedidos. Além disso, é da natureza do ser-humano repetir experiências positivas. Daí a importância em manter este ciclo vivo, valorizando os doadores do início ao fim" afirmou.

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.