Notícias

Com crise, executivos optam atuar em países emergentes

      

Países emergentes estão na preferência dos executivos que buscam melhores oportunidades de crescimento profissional. Essa foi a conclusão do estudo Executive Quiz, realizado pelo Instituto Korn Ferry. Entre os executivos entrevistados, 64% apontaram Brasil, Rússia, Öndia e China como destinos de maior potencial para o desenvolvimento de carreira internacional. Apenas 22% dos participantes citaram os Estados Unidos e 9% o Japão e a Europa Ocidental.

Os resultados comprovam que com a crise atual nas bolsas de valores, profissionais perdem o interesse em trabalhar em países que antes eram os mais atrativos. Segundo a pesquisa, 61% dos atuais líderes de negócios já receberam ofertas de trabalho internacionais, sendo que 83% deles aceitariam mudar de país. No entanto, 22% dos executivos confessaram que a opção pela carreira no exterior seria mais provável se o seu país estivesse vivendo um cenário de desaceleração econômica.

Os principais motivos que levariam à recusa de uma proposta internacional, de acordo com os entrevistados, seriam as questões familiares (62%), seguida pela falta de conhecimento ou insegurança quanto ao idioma (13%). A dificuldade de retorno ao país de origem (8%) aparece em terceira colocada. Por fim, foram citadas a segurança (5%), o custo (5%) e o padrão de vida (4%).

Esse estudo foi elaborado com executivos de mais de 70 países.

  • Fonte:


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.