text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Estudo de professor da UFMG sobre fim do desmatamento na Amazônia, publicado na Science, será apresentado em Copenhague

      

A edição de sexta-feira, 4 de dezembro, da revista científica norte-americana Science circula com artigo que, às vésperas da Conferência do Clima, promovida pela ONU, poderá introduzir novas contribuições a propostas de redução dos gases de efeito estufa na atmosfera. O estudo, que tem como principais autores Britaldo Soares Filho, do Instituto de Geociências da UFMG, e Daniel Nepstad, do Woods Hole Research Center (EUA), prevê o fim do desmatamento da Amazônia até 2020 com a adoção de mecanismos de compensação financeira pela comunidade internacional como a Redd (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal) e outras transações decorrentes do mercado de créditos de carbono. O trabalho será apresentado na Conferência da ONU, a COP 15, que será aberta em Copenhague hoje, 7 de dezembro.

O custo para a empreitada é avaliado entre 7 a 18 bilhões de dólares. Para chegar a esses números, os autores modelaram cenários em softwares desenvolvidos na UFMG, levando em conta tendências já em curso.

Conforme declarou o pesquisador Britaldo Soares à reportagem do Boletim UFMG (que estará disponível para leitura no endereço www.ufmg.br/boletim ), a meta sobre a Amazônia sugerida no artigo da Science é factível. "Basta lembrarmos que, entre 2004 a 2009, houve redução de 27 mil quilômetros quadrados para sete mil quilômetros quadrados de desmatamento na região". Simulações desenvolvidas pelo Centro de Sensoriamento Remoto da UFMG avaliam que o fim da derrubada da mata amazônica brasileira reduziria de 2% a 5% as emissões globais de carbono ? o que traria grande impacto sobre o efeito estufa. Intitulado "The end of deforestation in the Brazilian Amazon", o artigo integra o vol. 326 da Science e pode ser acessado no endereço www.science.org

Fonte: Assessoria de Comunicação e Imprensa UFMG

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.