text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Semesp lança projeto para incentivar escolha por curso superior de qualidade

      

Projeto multimídia Ligado na Facul pretende difundir critérios objetivos para escolha da instituição de ensino pelos estudantes e incentivar o segmento a adotar condutas éticas

O Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo ? Semesp lançou um projeto inédito voltado principalmente para jovens de 16 a 24 anos, faixa etária considerada mais adequada para o ingresso na vida universitária. O projeto multimídia denominado "Ligado na Facul" tem como objetivo difundir entre os estudantes a importância de escolher a instituição de ensino superior a partir de critérios como qualidade de ensino, infrãstrutura, credenciamento no MEC e ética, e orientar como podem descobrir se a instituição escolhida atende às suas exigências.

O projeto tem como ferramenta principal um portal (www.ligadonafacul.com.br ) que é atualizado diariamente. Nele, além da orientação sobre os critérios de escolha da instituição de ensino, os estudantes têm acesso a vídeos de humor e entrevistas, ao podcast "CDF, o Canal da Facul", games, quiz, notícias sobre o mercado de trabalho, reportagens sobre novas profissões, dicas de estudo, fóruns para debates, sugestões de sites úteis, etc. Disponibilizado na internet há apenas três semanas, o "Ligado na Facul" já recebeu milhares de acessos, conquistando seguidores e jovens interessados em escolher uma boa escola.

Segundo o diretor do Semesp e responsável pela implantação do projeto, Denis Marcelo Lacerda dos Santos, o Semesp está interessado em que a sociedade tenha a exata noção do que é uma instituição de ensino de qualidade. "Diferentemente dos indicadores do MEC, que valorizam as IES que apresentam maior número de professores com titulação, queremos valorizar as instituições que melhor preparam para o mercado e oferecem mais chances de empregabilidade. Ter um ex-aluno absorvido pelo mercado é que pode ser considerado um critério de qualidade consistente", afirma.

Além do tempo que o egresso leva para conseguir um emprego e da qualidade da instituição medida pela opinião dos empregadores, para Denis Lacerda alguns outros indicadores também devem ser considerados, como o tempo que os alunos dedicam aos estudos, os critérios de seleção dos estudantes e os processos de acreditação que a IES solicita.

Lacerda complementa: "Outro objetivo da campanha é incentivar as próprias instituições a se enquadrarem nesses critérios de escolha, passando a oferecer melhores condições de ensino e a atuar de maneira ética", explica. Uma das práticas que o Semesp pretende desestimular é o chamado "tráfico de alunos", sistema pelo qual os estudantes de uma IES são convidados a se transferir em massa para uma instituição concorrente, em troca de benefícios não oferecidos aos próprios alunos da instituição, e que geralmente não são mantidos após a transferência.

Redes Sociais
Com uma ampla disseminação nas redes sociais (Orkut, Twitter, Facebook, YouTube, entre outras), o portal do projeto oferece, com uma linguagem jovem, dinâmica e bem humorada, dicas preciosas que servirão de base para a escolha do estudante, ajudando-o a descobrir a IES mais adequada ao seu perfil. Além disso, o site disponibiliza informações sobre novos cursos, financiamento estudantil, pós-graduação, mercado de trabalho e escolha da carreira profissional.

Segundo o diretor executivo do Semesp, Rodrigo Capelato, "os dados da pesquisa I2R (Öndice de Imagem e Reputação) encomendada pelo Semesp à CDN Estudos & Pesquisa, e apresentada em setembro durante o 11º Fórum Nacional: Ensino Superior Particular Brasileiro ? FNESP, já haviam revelado que o tema da qualidade no ensino superior faz parte da grande preocupação de alunos, ex-alunos e professores". Para Capelato, a existência de um projeto como o "Ligado na Facul" ajudará não apenas os futuros universitários e alunos já matriculados, mas será uma ferramenta moderna de comunicação também para professores, gestores e mantenedores de IES. "Com essa ferramenta e tantas outras iniciativas do Semesp, como a Câmara Mediadora de Assuntos Concorrenciais e o Guia da Concorrência, buscamos promover a conduta ética no mercado educacional, incentivando estratégias de competição saudáveis em nosso segmento, em defesa da qualidade e, desse modo, fortalecendo o setor", afirma Capelato.

Sobre o Semesp
Fundado em 1979, o Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo ? Semesp congrega 383 mantenedoras e 538 mantidas, em 146 cidades do Estado de São Paulo. Tem como objetivo preservar, proteger e defender o segmento privado de educação superior, bem como prestar serviços de orientação especializada aos seus associados. Periodicamente, realiza uma série de eventos, visando promover a interação entre mantenedoras e profissionais ligados à educação. Dentre eles, destacam-se o Fórum Nacional: Ensino Superior Particular Brasileiro, os Congressos Nacional e Internacional de Iniciação Científica e as Jornadas Regionais pelo Interior de São Paulo.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Semesp

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.