text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Edital propõe intercâmbio de cursos de pós-graduação

      

Com a proposta de fortalecer cursos de pós-graduação no Brasil e na Argentina, o CAFP-BA (Programa de Cooperação Internacional Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil-Argentina) visa promover o intercâmbio acadêmico binacional para que um curso de pós-graduação (promotor) fortaleça outro curso (receptor) nas modalidades de pós-doutorado, doutorado ou mestrado em todas as áreas do conhecimento.

O programa é fruto de parceria entre a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e a Coneau (Comisión Nacional de Evaluación y Acreditación Universitaria). As inscrições podem ser feitas até 7 de maio, exclusivamente pela internet, no portal da Capes.

Os projetos terão duração de dois anos, prorrogáveis por outros dois desde que apresentados relatórios anuais de atividades, prestação de contas dos anos anteriores e justificativa da prorrogação.

O programa de pós-graduação brasileiro que pretende atuar como promotor deve ter, preferencialmente, nota igual ou superior a 5 na avaliação da Capes. Em contrapartida, o curso argentino de mestrado ou doutorado deve ter conceito A ou B na avaliação realizada pela Coneau. A nota pode ser verificada no site da instituição.

A atuação como receptora, por parte de IES brasileira, exige que o programa de pós-graduação tenha nota 3 ou 4 na avaliação da Capes. Já do lado argentino, o curso deve ser avaliado como categorizado ou não-categorizado, conforme orientações do Coneau. ? proibida a participação simultânea de programas de pós-graduação como entidade promotora e receptora.

Após a inscrição, a seleção terá quatro etapas de caráter eliminatório e classificatório. Serão, respectivamente, análise documental, análise de mérito, análise e priorização das candidaturas e, por fim, avaliação final. A divulgação dos resultados está prevista para março de 2011.

Até R$ 55 mil anuais serão concedidos pela Capes aos projetos aprovados. Desse valor, até R$ 10 mil poderão ser utilizados para aquisição de material de consumo, de acordo com orientações do manual de auxílio ao pesquisador. Além disso, serão concedidas passagens aéreas internacionais e diárias para missões de trabalho e bolsas e passagens para missão de estudos.

Ficará sob responsabilidade da entidade promotora os gastos correspondentes às missões de trabalho, como passagens aéreas, seguro saúde e diárias para docentes e pesquisadores. A entidade receptora arcará com gastos relativos às missões de estudo, como passagens aéreas, auxilio instalação, seguro saúde e mensalidades dos estudantes.

Informações adicionais sobre o programa CAFP-BA podem ser obtidas no edital.

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.