text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Novo reitor da USP, João Grandino Rodas toma posse

      

O novo reitor da USP (Universidade de São Paulo), João Grandino Rodas, tomou posse do cargo nessa segunda-feira, 25 de janeiro, data em que a instituição comemorou 76 anos. A cerimônia de posse ocorreu durante a Sessão Solene do Conselho Universitário da USP, na Sala São Paulo, região central da cidade.

Rodas ficará à frente da instituição pelos próximos quatro anos. Em sua proposta, conforme afirmou em entrevista ao Universia no último 18 de novembro, ele defende a transparência nas contas da instituição e o diálogo com os movimentos grevistas que nos últimos anos articularam diversas manifestações e chegaram a ocupar o prédio da reitoria e provocar o adiamento da votação que elegeu Rodas. Ele afirma que um dos maiores desafios da sua gestão será o de internacionalizar a USP.

Após a posse, o reitor defendeu a necessidade de uma reforma completa na USP, envolvendo o Ensino, a informática, os prédios e as bibliotecas. Para ele também será necessário buscar novas fontes de financiamento, como a iniciativa privada e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento).

A cerimônia de posse contou com apresentação da Orquestra Sinfônica da USP e com as presenças do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, os ministros do STF Ricardo Lewandowski e Ellen Gracie, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e o deputado estadual Barros Munhoz, presidente da Assembleia Legislativa de SP.

Também compareceram líderes religiosos do candomblé -ialorixá Wanda de Oxum, do islamismo - sheik Armando Hussein Saleh, do budismo - Saikawa Dosho, do judaísmo - rabino Michel Schlesinger, da igreja presbiteriana - reverendo Ademir Aguiar - e da Igreja Católica -Dom Antônio Maria Mucciolo, arcebispo emérito da arquidiocese de Botucatu, e o cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo metropolitano de São Paulo.

Durante a cerimônia, um grupo de manifestantes contra a eleição de Rodas, o segundo mais votado na lista tríplice encaminhada ao Governador do Estado de São Paulo, José Serra, entrou em confronto com a polícia. A polícia utilizou bomba de efeito moral para dispersar a manifestação e prendeu três pessoas.

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.