text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Pesquisas de interesse do Judiciário terão apóio

      

A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), em parceria com o CNJ (Conselho Nacional de Justiça), passará a apoiar pesquisas acadêmicas de interesse do Poder Judiciário. O termo de cooperação foi assinado na última terça-feira, 26 de janeiro, pelo presidente da agência de fomento, Jorge Almeida Guimarães, e pelo presidente do Conselho, Gilmar Mendes.

A parceria prevê a concessão de bolsas de estudos a grupos de pesquisa de programas de pós-graduação aprovados pela Capes. Será dada preferência a propostas que aprimorarem os processos da justiça brasileira. A transferência dos recursos financeiros para a oferta dos auxílios será de responsabilidade do Conselho Nacional de Justiça.

Em coletiva de imprensa, o ministro ressaltou a importância do acordo estabelecido com a Capes. Na opinião de Mendes, o auxílio poderá suprir a carência de pesquisas no setor. "Precisamos de subsídios científicos capazes de enfrentar a diversidade de temas que passam no judiciário e de propor novas abordagens na orientação do trabalho do CNJ", relata ele.

O Conselho Nacional de Justiça, criado em 31 de dezembro de 2004, visa aperfeiçoar o serviço público de prestação da Justiça mediante ações de planejamento, coordenação e controle administrativo.

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.