text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Capes anuncia repasse de R$ 31 milhões a IES

      

A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) anunciou repasse adicional de R$ 31 milhões às IES (instituições de Ensino Superior) participantes do Proex (Programa de Excelência Acadêmica). O programa atende 177 programas de pós-graduação com as notas mais altas (6 ou 7) nas duas últimas avaliações trienais da Capes.

O programa tem como objetivo manter o padrão de qualidade dos chamados programas de excelência, atendendo adequadamente suas necessidades e especificidades.

Os cursos de pós-graduação inseridos no Proex recebem dotação orçamentária que pode ser utilizada de acordo com prioridades estabelecidas pelos próprios programas em qualquer das modalidades de apoio concedidas pela Capes. Ou seja, há autonomia por parte do próprio curso para escolher como gastar os recursos, se com concessão de bolsas de estudo ou fomento para investimento em laboratórios, custeio de elaboração de dissertações e teses, passagens, eventos, publicações, entre outros.

As bolsas concedidas no âmbito do Proex são gerenciadas pelas coordenações dos cursos de pós-graduação responsáveis pela seleção e acompanhamento dos bolsistas conforme orientações da Capes. Ainda está previsto o repasse de mais de R$ 5 milhões para programas do Proex que ainda não tenham sido atendidos.

Até hoje, a USP (Universidade de São Paulo) é a IES que mais recebeu recursos, com total de R$ 6,96 milhões, seguida pela Uniacamp (Universidade Estadual de Campinas), com cerca de R$ 5 milhões e pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) contemplada com R$ 4,86 milhões.

Outras informações sobre o Proex podem ser obtidas na página do Programa na internet.

As IES contempladas com o novo repasse foram:

- UFPA (Universidade Federal do Pará) - R$ 141,6 mil
- UFC (Universidade Federal do Ceará) - R$ 436,1 mil
- UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) - R$ 303,1 mil
- UFBA (Universidade Federal da Bahia) - R$ 200,3 mil
- UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) - R$ 4,8 milhões
- UFF (Universidade Federal Fluminense) - R$ 440,4 mil
- UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) - R$ 283,2 mil
- PUC-Rio (Pontifica Universidade Católica do Rio de Janeiro) - R$ 790,6 mil
- CBPF (Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas) - R$ 198,6 mil
- Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) - R$ 422,6 mil
- UCAM/Iuperj (Universidade Cândido Mendes UCAM/Iuperj) - R$ 180,2 mil
- UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) R$ 1,7 milhão
- UFV (Universidade Federal de Viçosa) - R$ 1,4 milhão
- UFSCAR (Universidade Federal de São Carlos) - R$ 563,5 mil
- USP (Universidade de São Paulo) - R$ 6,9 milhões
- Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) - R$ 4,9 milhões
- Unesp (Universidade Estadual Paulista) - R$ 1 milhão
- UFPR (Universidade Federal do Paraná) - R$ 275,6 mil
- UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) - R$ 922,9 mil
- UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) - R$ 2,1 milhões
- UFSM (Universidade Federal de Santa Maria) - R$ 536,4 mil
- (UEM) Universidade Estadual de Maringá - R$ 225,2 mil
- Unisinos (Universidade do Vale do Rio dos Sinos) - R$ 59,6 mil
- UnB (Universidade de Brasília) - R$ 489,9 mil
- EST (Faculdades EST) - R$ 105,6 mil
- Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) - R$ 142 mil
- ITA (Instituto Tecnológico de ãronáutica) - R$ 236,3 mil
- FAP (Fundação Antonio Prudente) - R$ 145,2 mil

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.