Notícias

Estudo mostra que bocejar serve para esfriar a cabeça

      
(Crédito: Dreamstime/Divulgação)
(Crédito: Dreamstime/Divulgação)

 

Segundo estudo orientado pelo pesquisador Andrew Gallup, da Universidade de Princeton, o bocejo não é apenas indicador de cansaço ou tédio. O estudo mostrou que a quantidade de bocejos varia de acordo com a época e que as pessoas bocejam menos quando a temperatura externa do corpo é maior que a interna. O que justifica que o bocejo serve pare regular a temperatura do cérebro.

 

 

 

 

 

 

» Estudo afirma que usuários do Facebook estão se tornando vaidosos
» Bob Esponja pode causar déficit de atenção
» Por que ler nos faz sentir bem?

 

O experimento, feito com 160 humanos, constatou que as pessoas estão mais propensas a bocejar no inverno, quando a temperatura ambiente é menor que a temperatura interna do corpo. O que o pesquisador concluiu foi que as altas temperaturas externas não fornecem alívio para o superaquecimento do cérebro, enquanto que, quando a temperatura é mais fria, o bocejo serve para permitir que o ar fresco entre e baixe a temperatura da nossa cabeça.

 

Com o bocejo, o alongamento da mandíbula aumenta o fluxo sanguíneo para o cérebro e a inalação de ar frio do corpo permite a troca de calor com o ambiente.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.