Notícias

Disney usa chicote eletrônico em funcionários, diz revista

      

 

No lugar mais feliz do mundo, nem todos estão sorrindo. A Disneylândia inventou, talvez, um dos mais constrangedores e perversos sistemas de avaliação laboral. Os empregados da lavanderia da Disney têm sido "chicoteados" por telas imensas acopladas às suas áreas de trabalho, que avaliam quão rápido eles trabalham, informou a revista Forbes e o jornal Los Angeles Times.

 

» 10 dicas para negociar salário
» Saiba quando é hora de procurar um novo emprego
» Os 15 empregos mais perigosos dos Estados Unidos

 

O monitor disponibiliza a velocidade de cada funcionário e, se ela estiver baixa de mais, fica vermelha. Os chefes, no entanto, estão comemorando, já que agora os trabalhadores fazem menos aquela famosa "paradinha" para tomar um café ou ir ao banheiro.

 

Os empregados da lavanderia também já declararam que se sentiram mal por uma faxineira que estava grávida e só “ficava no vermelho”.

 

Os lavadores da Disney ganham em média U$11 por hora e ainda passarão a ter que pagar o sistema de saúde deles, que antes era de graça.

 

Enquanto isso, o chefe-executivo da Disneylândia, Bob Iger recebeu U$28 milhões e ainda teve seu salário base aumentado em 25%.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.