text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Sonhar ajuda a esquecer más lembranças

      
(Crédito: Yuganov Konstantin / Shutterstock.com)
(Crédito: Yuganov Konstantin / Shutterstock.com)

 

Segundo pesquisadores da Universidade da Califórnia, enquanto sonhamos, a química cerebral vinculada ao estresse se desativa e pode processar experiências emocionais para esquecer ou suavizar emoções desagradáveis armazenadas na memória.

 

» Correr regularmente faz bem ao cérebro
» Atravessar portas pode nos fazer esquecer as coisas
» Pessoas distraídas têm mais matéria cinzenta no cérebro, diz pesquisa

 

"A fase do sono em que há atividade onírica - ou seja, em que sonhamos-, está baseada em uma composição neuroquímica diferente e nos proporciona uma forma de terapia", afirma Matthey Walker, da Universidade de Berkeley. Esta fase do sono ocupa 20% do tempo de descanso de uma pessoa sã.

 

Walker explica que, em geral, "depois do sono e de sonhar, as experiências do dia anterior reduziram suas cargas emocionais. Por isso, quando acordamos, nos sentimos melhor com elas e mais capazes de afrontá-las".

 

Embora passemos aproximadamente um terço da nossa vida dormindo, ainda não existe nenhuma explicação clara sobre a função fisiológica do sono. "Uma possível resposta poderia vir da estreita relação entre apredizagem, memória e regulação emocional", deduz Walker.

 

A equipe de pesquisadores da Universidade da Califórnia também assegura que o processo normal do sonho pode ser interrompido por transtornos vindos do estresse e da depressão. Mais uma razão pela qual respostas para estas doenças podem estar no estudo dos sonhos.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.