text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Sete comidas que você nunca deve comer

      
(Crédito: Jetsetmodels / Shutterstock.com)
(Crédito: Jetsetmodels / Shutterstock.com)

 

Os cientistas de alimentos estão colocando a mostra alguns alimentos carregados de toxinas e produtos químicos – e dicas simples de uma dieta mais “limpa” e cheia de alimentos saudáveis.

 

» Comer bastante fruta e diminuir carne vermelha aumenta fertilidade masculina
» Comer peixe reduz o risco de diabetes
» Pesquisadores descobrem que comer nozes ajuda a perder barriga

 

Uma dieta limpa significa escolher frutas, verduras e carnes plantados ou criados, colhidos e vendidos com o mínimo de processamento possível. Muitas vezes esses alimentos são orgânicos e raramente (ou nunca) devem conter aditivos. Mas em alguns casos, o método de alguns produtores de alimento não é tão limpo e sustentável. E o resultado disso são danos para a nossa saúde ou para o meio ambiente. Ou ambos.

 

Então veja uma lista de 7 alimentos que não é, necessariamente, uma lista de “proibido comer”, mas que pode ajudar a manter a sua saúde e bem estar.

 

 

Tomates enlatados:

O problema: O revestimento de resina das latas contém bisfenol-A (BPA), um estrogênio sintético que tem sido associado a doenças que vão desde problemas reprodutivos a doenças cardíacas, além de diabetes e obesidade. A acidez característica do tomate faz com que o BPA se infiltre na sua comida. Estudos mostram que o BPA no corpo da maioria das pessoas excede a quantidade que suprime a produção de espermatozóides ou causa danos cromossômicos para os ovos de animais.
A solução: Escolha tomates em frascos de vidro.

 

 

Gado alimentado com grãos:

O problema: O animal se desenvolve comendo grama e não grãos. Mas os fazendeiros de hoje em dia alimentam os seus gados com grãos como milho e soja, que engorda os animais mais rápido para o abate. O problema é que essa prática significa uma perda grande na nutrição oferecida pela carne. Estudos recentes mostram que a carne de gados alimentados com grama tem muito mais betacaroteno, vitamina E, omega-3s além de outros benefícios, se comparado com a carne de gados alimentados com grãos.
A solução: Procure comprar carne de animais alimentados com grama.

 

 

Pipoca de micro-ondas:

O problema: Produtos químicos, incluindo o ácido perfluorooctanóico (PFOA), presentes na bolsa, são parte de uma classe de compostos que pode estar ligada a infertilidade em humanos. Os estudos mostram que o micro-ondas faz com que os químicos se vaporizem e migrem para a sua pipoca. Esses produtos vão se acumulando no corpo ao longo do tempo, e podem ficar lá por anos.
A solução: Faça suas pipocas do jeito convencional – usando uma panela. E para dar sabor use manteiga de verdade ou outras opções.

 

 

Batatas não orgânicas:

O problema: Vegetais de raiz absorvem herbicidas, pesticidas e fungicidas que acabam no solo. No caso da batata – um dos vegetais mais populares – elas são tratadas com fungicidas enquanto estão crescendo e logo em seguida pulverizadas com herbicida. E depois de desenterradas, as batatas são tratadas mais uma vez.
A solução: Procure comprar batatas orgânicas. Lavar muito bem as batatas ainda não é uma solução para tirar todos os produtos químicos dela.

 

 

Salmão de viveiro:

O problema: A natureza não tinha a intenção de que os peixes fossem amontoados em um tanque e alimentados com uma série de coisas alternativas, como soja. Como resultado, o salmão de viveiro é pobre em vitamina D e superior em contaminantes, incluindo os cancerígenos. Além disso, algumas das substancias presentes nesse salmão estão ligadas, também, à obesidade e diabetes.
A solução: Dê preferência aos animais pescados de forma livre e não criados em viveiro.

 

 

Leite produzido com hormônios artificiais:

O problema: Os produtores de leite tratam as suas vacas com hormônios para crescimento bovino (rBST ou rBGH) para aumentar o volume de leite produzido. Mas o rBGH também aumenta a possibilidade de infecções e pode causar até mesmo pus no leite. Ela também aumenta os níveis de insulina e pode gerar câncer nos seres humanos.
A solução: Procure por leites que sejam livres desses hormônios ou cheque os seus níveis e procure pelos mais baixos.

 

 

Maçãs convencionais:

O problema: Se houvesse uma competição entre os frutos para saber qual deles é o mais “megulhado” em pesticidas, a maçã ganharia. Isso acontece porque elas são individualmente enxertadas (descendentes de uma única árvore) para que cada uma conserve o seu sabor característico. Por isso as maçãs desenvolvem uma grande resistência a pragas e são pulverizadas com grande frequência.
A solução: Compre somente maçãs orgânicas.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.