Notícias

Pílula da memória pode estar próxima

      
(Crédito: Oliver Sved/Shutterstock.com)
(Crédito: Oliver Sved/Shutterstock.com)

 

Cientistas da Faculdade de Medicina de Houston, nos Estados Unidos, afirmam ter encontrado uma molécula capaz de aumentar a atividade cerebral e a capacidade de aprendizagem quando bloqueada.

 

» Eliminar células velhas retarda os danos da velhice
» Mulheres que fumam têm mais chance de infarto do que os homens
» Pessoas que sofrem de insônia costumam ser as mais pontuais

 

A molécula, chamada PKR, vem sendo estudada pelos cientistas como protetora contra infecções virais, no entanto, o neurocientista Mauro Costa-Matiolli e sua equipe afirmaram que a molécula se comportava de outra maneira quando um paciente apresentava algum tipo de transtorno cognitivo.

 

Ao estudar sua função no cérebro de ratos, os cientistas descobriram que os animais apresentavam boa memória após a inibição das moléculas PKR. Uma das provas consistiu em encontrar um caminho seguindo indicações visuais. Os ratos normais tiveram que repetir o exercício durante diversas vezes, enquanto os ratos dotados de uma super memória aprenderam o caminho em uma única tentativa.

 

O estudo, publicado na revista Cell, afirma que em um futuro próximo esta descoberta poderá ser usada para criar pastilhas para melhorar a memórias dos indivíduos, fazendo com que cada humano possa recordar fatos históricos durante muito mais tempo e ao mesmo tempo aprender coisas novas.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.