text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Cientistas japoneses obtêm energia a partir do papelão

      
(Crédito: Reprodução)
(Crédito: Reprodução)

 

Na busca de fontes alternativas de energia, a empresa Sony vem trabalhando nos últimos quatro anos no conceito de “biobaterias”. Em uma das várias tentativas o papelão ondulado foi o que teve o melhor resultado.

 

» Garrafa Biodegradável: uma nova opção de embalagem ecologicamente correta
» Nova scooter da BMW é movida a energia elétrica
» Google lança site que mostra a energia consumida

 

Segundo os pesquisadores, o papelão ondulado é um dos melhores materiais adaptados ao processo de reciclagem, eles agora experimentam o seu potencial de bateria para dispositivos eletrônicos. Desde 2009 a empresa japonesa começou a pesquisar sobre biobaterias e por enquanto tem conseguido uma redução significativa no tamanho das baterias.

 

O processo é simples: a ideia é quebrar a placa de papelão através de dois grupos de enzimas. O primeiro é responsável por quebrar a cadeia de celulose e o segundo foca no processamento do açúcar resultante, obtendo-se os íons de hidrogênio e elétrons. Os elétrons são enviados para um circuito externo que alimenta a eletricidade, enquanto os íons de hidrogênio se combinam com o oxigênio do ar, formando água.

 

Isso torna o processo ecologicamente correto e, tecnicamente, insere-o no conceito de biobaterias. Os níveis de energia obtidos ainda não são suficientes para alimentar os leitores digitais, por isso não podem substituir as baterias convencionais do mercado.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.