text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Concurso para professor-adjunto da Uerj está sob suspeita de favorecimento

      
(Crédito: Reprodução)
(Crédito: Reprodução)

 

O concurso para duas vagas de professor-adjunto de Ginecologia da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), realizado em dezembro, está sob suspeita de favorecimento de dois candidatos que são orientados do presidente da comissão organizadora, Marco Aurélio Pinho de Oliveira. Um candidato não selecionado fez uma representação ao Ministério Público do Estado enumerando fatos que lhe causaram incômodo e indiciariam suposto favorecimento dos dois candidatos classificados no concurso.

 

» Falha na Cesgranrio: Afastado representante no Ceará responsável por pré-teste do Enem
» Polícia Federal confirma envolvimento de funcionários do Colégio Christus no vazamento de teste do Enem
» MEC vai recorrer contra decisão sobre redação do Enem

 

Os dois primeiros colocados, os professores substitutos da Uerj Thiago Rodrigues Dantas Pereira e Alessandra Viviane Evangelista Demôro, são atualmente orientados por Marco Aurélio no doutorado e mestrado, respectivamente, e trabalham na equipe cirúrgica do médico e também no Hospital Universitário Pedro Ernesto.

 

Segundo o diretor de Avaliação do Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Capital de Nível Superior, do MEC), Lívio Amaral, podem existir vários conflitos de interesse num processo de concurso, e este pode ser eventualmente um deles. Cada IFES (Instituições Federais de Ensino Superior), dentro da sua autonomia, estabelece regramentos de bancas e procedimentos. Algumas até estabelecem restrições quanto à composição das bancas/comissões, para minorar eventuais conflitos de interesse.

 

Em clima tenso, o concurso teve protesto, discussões aos gritos entre candidatos e a banca, e o abandono de um dos postulantes, Robério de Souza Damião, indignado.

 

Nenhum dos dois selecionados pela Uerj tem o doutorado concluído, exigência do edital para assumir o cargo de professor-adjunto, que na hierarquia acadêmica está abaixo apenas de professor titular. Alessandra nem sequer tem mestrado completo. Dos sete candidatos, só três tinham doutorado, mas nenhum deles foi classificado.

 

Dos 24 temas presentes no edital do concurso, só três não têm relação com laparoscopia, especialidade dos selecionados. Entre os quatro livros indicados – um atlas de anatomia pélvica, um tratado de videolaparoscopia, um sobre câncer ginecológico e um sobre cirurgia – não há nenhum sobre ginecologia geral.

 

A prova prática de ginecologia foi também focada em videolaparoscopia, especialidade de Marco Aurélio e dos dois selecionados.

 

Por ser orientador de Thiago e de Alessandra, Marco Aurélio não poderia integrar a banca, por isso para presidir a banca – representando a Uerj – Marco Aurélio convidou seu pai, o professor aposentado da Uerj Hildoberto Carneiro de Oliveira, e dois amigos, Ricardo Bassil Lasmar, professor-adjunto da UFF e de pós-graduação em endoscopia ginecológica da Fiocruz, e Carlos Romualdo Gama, professor da Faculdade de Medicina de Teresópolis e laparoscopista.

 

Segundo o Capes, a universidade tem autonomia para estabelecer as provas e o peso relativo entre elas.

 

Um ponto do edital que chamou a atenção dos candidatos não classificados é o fato de a validade do concurso ser prorrogável por quatro anos, e a possibilidade de um dos selecionados de abrir mão da vaga temporariamente. Neste caso, os dois candidatos classificados, Thiago e Alessandra, poderiam usar esse prazo para concluir o doutorado e assumir a vaga, em seguida.

 

O Ministério Público informou que a representação foi distribuída internamente, mas ainda não tem um promotor designado para o caso. A Uerj não respondeu a consulta a respeito do concurso até a noite desta quarta-feira.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.