text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Pesquisadores desenvolvem vacina contra vício em heroína

      
(Crédito: Reprodução Shutterstock.com)
(Crédito: Reprodução Shutterstock.com)

 

O medicamento bloqueia a necessidade do consumo compulsivo da droga, possibilitando a reabilitação de viciados. Projetada pelo pesquisador Benito Antón Palma, a vacina parece funcionar captando a molécula da droga antes que ela atinja o sistema nervoso central, o que anula seu efeito, já que o usuário não obtém o esperado da droga, desestimulando o desejo de provar mais doses.

 

» Veja os 10 sintomas de vício nas redes sociais
» Facebook e Twitter seriam mais viciantes que o cigarro e o álcool
» QI elevado aumenta propensão ao consumo de drogas

 

Ela também impediria que os usuários, só de pensar ou olhar para a droga, desenvolvam a ansiedade ou sofram abstinência. Para Ricardo Nanni, do Instituto Nacional de Psiquiatria do México, a vacina "não será a solução para as dependências, mas é uma forma de enfrentar o problema, sobre tudo no campo do tratamento. Se espera que, ao ser aplicada, ela baixe a necessidade de consumir essa droga, por que as doses bloqueiam o prazer. Evidentemente se requer que o usuário queira parar de consumir e tenha outro tipo de apoio psicoterapêutico".

 

A vacina, que é estudado há uma década, é um derivado dos opiáceos que se instalam nos mesmos neuroreceptores e diminuem a ansiedade por drogar-se, já que o próprio organismo repõe as endorfinas perdidas pelo uso da heroína. Uma vez que forem confirmadas as provas de que a vacina pode ser aplicada em seres humanas e haja permissão para sua comercialização, espera-se que seus benefícios possam ser aplicados contra o tabagismo e a cocaína.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.