text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Conheça Indústria de Detroit, de Diego Rivera

      
(Crédito: Wikipédia / Reprodução)
(Crédito: Wikipédia / Reprodução)

 

A 60ª obra homenageada no projeto Um Pouco de Arte para sua Vida é Indústria de Detroit, do pintor mexicano Diego Rivera. O pintor recebeu, no início da década de 30, sete encomendas de arte pública altamente prestigiosas nos Estados Unidos. A obra de hoje estava entre elas.

 

 

» Confira a lista de todas as obras de arte

» Sobre o projeto "Um pouco de arte para sua vida"

 

A indústria de Detroit é considerada a mais importante dessa série de obras, por estar decorando o pátio de jardins do Instituto das Artes de Detroit. A imagem mostra várias cenas da indústria da cidade.

 

A ideia inicial era apenas ilustrar os dois painéis principais nas paredes sul e norte, mas, devido ao entusiasmo do artista pelo projeto, a ilustração foi ampliada para incluir todos os 27 painéis ao redor do pátio. Para se inspirar, o artista andou por toda a cidade e passou dois meses na fábrica da Ford em River Rouge.

 

Na parede sul (acima) o painel retrata as raças branca, negra, amarela e vermelha, que formam a cultura norte-americana e compõem a força de trabalho. As cenas centrais mostram a produção do V8, modelo lançado na época pela Ford. À esquerda e à direita do painel são retratadas cenas das demais fábricas da cidade, que completam o retrato de Detroit.

 

 

5 detalhes de A indústria de Detroit se destacam:

 

 

1. Indústria Farmacêutica:

Em um dos painéis Rivera retrata a indústria farmacêutica, associada ao esclarecimento e ao progresso humanos. No painel localizado na parede norte, é contrastado o uso benéfico das substâncias químicas com os produtos nocivos, também fabricados em Detroit. Isso tudo é apresentado por trabalhadores usando máscaras enquanto fabricam gás venenoso.

 

 

2. Substâncias químicas:

O painel à direita é usado para complementar a representação da indústria farmacêutica. Como o parceiro, este também celebra a manufatura de substâncias químicas como uma das características mais importantes da indústria de Detroit. Os dois trabalhadores representados no centro formam uma composição fortemente simétrica.

 

 

3. Estampadora:

Rivera também se inspira na arte e cultura nativas de Tehuantepec e Yucatán. Isso fica registrado em sua obra pelo desenho de uma gigantesca prensa estampadora. A prensa é uma figura antropomorfizada, semelhante em forma a Coalticue, deusa asteca da Terra nas monumentais estruturas astecas.

 

 

4. Gerentes da empresa:

Duas figuras são representadas observando a fábrica em funcionamento. Esses são os patronos de Rivera, Edsel B. Ford, presidente da companhia, e Dr. William R. Valentier (de perfil), que supervisionam a encomenda dos murais. Os homens estão dispostos num canto, assim como faziam os artistas nas pinturas renascentistas.

 

 

5. Operários:

Rivera deixa clara a sua simpatia pelo comunismo colocando os operários no centro da composição. Dominada pelas máquinas, sua atividade frenética aparece nos painéis como se fosse uma dança cuidadosamente coreografada.

 

Indústria de Detroit

 

 

Ficha Técnica - Indústria de Detroit:


Autor: Diego Rivera
Onde ver: Instituto de Artes de Detroit, Michigan, EUA
Ano: 1932 - 1933
Técnica: Afresco
Tamanho: 5,36 m x 13,72 m (painel mais baixo)
Movimento: Arte Mexicana

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.