text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Mulheres que se exercitam pouco têm maior risco de doenças

      
imagen-relacionada
Crédito: Shutterstock.com

 

Um grupo de pesquisadores da Universidade Oregon State, nos Estados Unidos, analisou os hábitos de exercício de um grupo variado de mulheres. Eles descobriram que enquanto os homens praticam, em média, 30 minutos de exercício diariamente, mulheres fazem apenas 18 minutos. Os cientistas dizem que isso aumenta consideravelmente as chances das mulheres desenvolverem síndrome metabólica, fortemente relacionada à obesidade e que aumenta os riscos de diabetes tipo 2, derrame e doença coronária.

 

» Exercício físico pode causar orgasmos nas mulheres
» Mulheres: Cuidado, seu batom pode conter chumbo!
» Escrever pode ajudar as mulheres a emagrecer

 

A síndrome metabólica é o nome para um grupo de fatores de risco, incluindo colesterol alto, pressão alta e gordura extra na região da cintura. Inicialmente, os pesquisadores estavam interessados em estudar a relação entre atividades físicas, depressão e síndrome metabólica, mas acabaram deparando-se com uma diferença de gênero.

 

Paul Loprinzi, co-autor do estudo diz que, “pessoas que se exercitam por pelo menos 30 minutos por dia são menos propensas a desenvolver depressão, colesterol alto e síndrome metabólica”. No estudo, uma mulher em cada três tinha síndrome metabólica e uma em cinco apresentaram sintomas de depressão. O pesquisador Bradley Cardinal conta que, “a mensagem principal do estudo é que as pessoas façam os 30 minutos de exercício diário porque a atividade reduz muitos fatores de risco”.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.