text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Evite que uma fofoca tire seu emprego

      
imagen-relacionada
Crédito: Shutterstock.com

 

Para muitas pessoas os rumores e fofocas são práticas comuns, tanto no ambiente pessoal como no profissional. Porém, esse costume pode ser muito nocivo e arruinar sua carreira. Em uma pesquisa realizada com mais de 1.500 empregados de todo o mundo, três em cada cinco trabalhadores mencionam a fofoca como um dos aspectos mais prejudiciais do trabalho, mas apenas 8% deles se queixam sobre esse costume de forma aberta.

 

» Fofoca traz benefícios sociais e psicológicos, diz pesquisa
» Fotos: as 23 capas mais caras de revistas de fofoca dos EUA
» Saiba como lidar com o bullying no trabalho

 

Segundo um estudo feito por uma empresa de consultoria espanhola, os boatos figuram como um dos fatores mais desmotivacionais no ambiente de trabalho, acima de salários baixos e falta de reconhecimento. A pesquisa revelou que a fofoca é um costume comum tanto para homens e mulheres. Os principais tópicos comentados são aspectos profissionais, como erros ou incompetência, e questões pessoais, como fracasso conjugal e aparência física.

 

Os rumores começam, normalmente, a partir de erros mínimos cometidos pela vítima e também de mentiras feitas pelos formadores de opinião dentro do escritório. Uma vez que surge, o comentário se desenvolve como uma bola de neve, que vai se preenchendo com mais comentários maldosos e mentiras. De uma hora para outra, a imagem do profissional é completamente comprometida e afetada pelos boatos provocados pelos colegas.

 

Especialistas dizem que a melhor maneira de lidar com esse problema é fazer uma “confrontação diplomática” e decidir enfrentar pessoalmente o agressor ou causador da fofoca. A vítima não deve buscar a aprovação de toda a equipe e sim, focalizar-se no principal responsável pelo boato. Os resultados da pesquisa realizada pela consultoria mostram que apenas 34% dos entrevistados estavam dispostos a tomar essa atitude.

 

Para que essa iniciativa funcione, é necessário que seja feita de maneira inteligente e delicada. Além disso, assim que perceber comportamentos, comentários ou reações estranhas entre seus colegas, a pessoa deve procurar agir, antes que o boato corra para níveis superiores e denigra a imagem frente a chefes e gerentes, sendo mais difícil de resolver.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.