Notícias

Como os robôs estão ajudando os alunos a aprender

      
Crédito: Shutterstock.com
Crédito: Shutterstock.com

 

Pode parecer um roteiro de filme futurista, mas não é. A robótica está cada vez mais perto de fazer parte da rotina das pessoas e dos estudantes, dentro e fora das salas de aula. Um novo projeto divulgado recentemente pelo Korea Institute of Science and Technology irá investir US$ 100 milhões e uma equipe com mais de 300 cientistas para criar robôs que ajudem os estudantes sul coreanos a aprender inglês. O Ministério de Informação e Comunicação da Coréia do Sul já estima que, até 2020, cada casa sul coreana terá um robô presente.

 

» Os 5 robôs parecidos com os humanos
» Você Sabia? Robôs com tecnologia Kinect resgatam vítimas de terremotos
» 24 maneiras de utilizar tablets em sala de aula

 

Essas e outras iniciativas são demonstrações de um cenário que promete crescer cada vez mais. Exemplo reais de como a educação pode usar a robótica como ferramenta são vistos em todo mundo. O estudante russo Evgeny Demidov, 16 anos, mora em Moscou e não pode mais frequentar a escola devido a problemas no coração. Em seu lugar, Evgeny manda um pequeno robô verde que transmite informações para ele em tempo real, diretamente da escola.

 

Por meio do robô o estudante pode perguntar e responder questões aos professores, interagir com colegas de sala, mover-se pelos corredores e até mesmo reclamar da comida oferecida no refeitório. Desde que começou a mandar o robô para a escola em seu lugar, as notas de Evgeny aumentaram drasticamente.

 

Pesquisas feitas esse ano mostram que as crianças são conscientes desse potencial: 38% delas desejam robôs para poder aprender com eles, 38% para poder brincar e 25% gostariam de robôs para que eles auxiliassem com tarefas. Elas descrevem o robô ideal como sendo membro de seus grupos de amigos (20%), com aparência humana (28%), e como populares e legais (38%).

 

Além disso, é importante notar que as exigência do mercado de trabalho estão cada vez maiores para esse tipo de área. De acordo com o Departamento de Trabalho dos Estados Unidos, até 2018, mais de 60% de todos os empregos nas áreas de matemática, engenharia, tecnologia e ciências novas estarão relacionados com a computação.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.