text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Site disponibiliza professor 24h de plantão para ajudar com emergência

      
Crédito: Shutterstock.com
Crédito: Shutterstock.com

 

Pensando em solucionar situações de dúvida durante o estudo, uma administradora de empresas e uma engenheira se uniram para criar o recém-lançado “Professores de Plantão”: plataforma baseada nos conceitos de aula imediata e 100% online, que coloca os alunos em contato com universitários, mestrandos e doutorandos das melhores universidades do Brasil.

 

» MIT e Khan Academy fazem parceria para desenvolver video aulas
» Portal da USP disponibiliza 800 vídeo aulas
» 11 motivos para usar vídeos em sala de aula

 

O site é direcionado a estudantes do ensino fundamental II e ensino médio, que podem comprar horas ou minutos de aulas em oito disciplinas: português, matemática, história, geografia, química, física, biologia e atualidades. Ao selecionar a matéria e o assunto que quer estudar, a plataforma busca um dos 900 professores disponíveis no banco. As aulas acontecem na própria plataforma e contam com recursos como vídeo, áudio e quadro branco.

 

Ao contrário de outras plataformas como Khan Academy e Descomplica – que oferecem videoaulas aos estudantes –, no “Professores de Plantão”, os alunos têm contato direto com os educadores para solucionar dúvidas específicas, que talvez não poderiam ser resolvidas apenas assistindo a um vídeo ou lendo uma apostila. “No caso da Khan Academy e do Descomplica todo o conteúdo é gravado e não há interação do professor com o aluno. Nossa proposta é justamente o ensino ter mais personalizado como se fosse uma aula particular presencial, pensando que o aluno pode tirar outras dúvidas durante a aula”, afirma a sócio-fundadora Érica Hoeveler, 29, engenheira elétrica pela Poli-USP.

 

Ela e a amiga Cinthia Gaban, 28, formada em administração pública pela FGV, resolveram se arriscar no mundo do empreendedorismo ao criar a plataforma, que recebe a parceria da Telefônica/Vivo por meio da Academia Wayra – incubadora de startups em São Paulo que pretende acelerar iniciativas de jovens empreendedores brasileiros.

 

De acordo com Cinthia, a ideia da plataforma partiu de uma experiência pessoal em que não conseguia entender o conteúdo de uma matéria por mais que tivesse lido e relido a apostila diversas vezes. “Precisava de um professor particular para me explicar de forma personalizada, mas eram 10h da noite e minha prova seria na manhã do dia seguinte. Acabei não encontrando ajuda no momento que eu mais precisava”, diz.

 

Segundo ela, a ideia é trazer para o Brasil este conceito que ainda não é comum no país. “Acreditamos que seja um forte apelo, sobretudo nesta época de provas de final de ano e considerando também que muitos estudantes deixam para estudar sempre de última hora”, diz.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.