text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Descubra técnicas de brainstorm de acordo com o seu perfil

      
Descubra técnicas de brainstorm de acordo com o seu perfil
Crédito: Shutterstock.com

 

Brainstorm é uma técnica utilizada em muitas empresas para ter novas ideias e descobrir soluções inovadoras. Por ser uma atividade que requer pensamento rápido, algumas pessoas podem sentir dificuldade em realizá-la. Dependendo de qual lado do seu cérebro influencia mais na sua forma de pensar, o seu brainstorm deve ser realizado de uma maneira diferente.

 

Leia também:
» 4 exercícios para um brainstorm
» 5 práticas úteis para impulsionar a criatividade em reuniões de brainstorm
» Tudo o que você precisa saber sobre brainstorm

 

As pessoas em que o lado esquerdo do cérebro é mais utilizado terão dificuldade em realizar brainstorm desorganizados e aleatórios. O hemisfério esquerdo é responsável pela organização e pensamento lógico e, por isso, pessoas influenciadas diretamente por essa característica não conseguirão participar de uma reunião de brainstorm comum.

 

A melhor forma de conseguir ter novas ideias, nesse caso, é criando um fluxo organizado. Coloque, no topo de uma folha, um título para a sua atividade. Crie uma lista com termos que servirão como tópicos e, a partir disso, construa subtópicos. Caso você ache necessário, crie categorias para as suas ideias. Não se preocupe se os seus pensamentos não estiverem em uma ordem lógica: no final, você poderá colocá-los na ordem que preferir (numérica ou alfabética). Depois de organizar as suas ideias, será mais fácil criar um fluxo de informações e criatividade.

 

Por outro lado, o hemisfério direito do cérebro é responsável pela criatividade e o pensamento simbólico. Para as pessoas que possuem pensamentos mais voltados para o lado direito, o brainstorm “clássico” é a melhor maneira para criar ideias inovadoras. No meio de uma folha, escreva o problema principal que você está enfrentando. A partir disso, comece a simplesmente escrever – ou falar – todos os pensamentos que vierem à cabeça. É possível, também, criar um fluxograma a partir da palavra central e desenvolver ideias baseando-se nisso. Se a folha ficar sem espaço, pegue outra e continue.

 

Independentemente de método que você decidir utilizar, quando as suas ideias esgotarem, analise tudo o que foi escrito e tente encontrar um padrão. Entendendo a maneira que o seu cérebro funciona, será mais fácil descobrir como criar uma ideia inovadora.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.