Notícias

Como se desligar do trabalho e equilibrar sua vida pessoal

      
Fonte: Shutterstock
Fonte: Shutterstock

Smatphones, notebooks, tablets. Você já parou para pensar que os recursos tecnológicos que tanto facilitam nossas vidas também são grandes vilões na hora de conciliar carreira e vida pessoal?

Leia também:
» Equilibre a sua vida pessoal e profissional em 4 passos
» Todas as dicas profissionais
» Quero mudar de carreira. E agora?


Um estudo da Chartered Society of Physiotherapy, entidade que representa os fisioterapeutas do Reino Unido, pesquisou os hábitos de mais de 2000 trabalhadores e revelou que a média de horas extras trabalhadas por causa desses dispositivos é de duas horas por dia, o que está gerando problemas de saúde como a tendinite. Não é à toa que está cada vez mais difícil conciliar trabalho e vida pessoal.


Por mais difícil que pareça, manter esse equilíbrio não é impossível. A chave para isso passa por dois conceitos: organização e motivação.


O primeiro quesito envolve planejamento. Para não se afogar em compromissos, mantenha horários regulares em sua agenda, fazendo questão de reservar alguns momentos do dia para você. Uma boa maneira de manter um espaço para o lazer, que funciona para quem tem dificuldades em se desligar, é se matricular em uma aula. Dessa forma, é possível exercer um hobby, como cozinhar ou dançar, mas sem ter a sensação de estar ocioso. Marcar essas aulas durante a semana é fundamental para fazer um contrabalanço com o stress do dia-a- dia. Deixe o fim de semana reservado para momentos de maior descontração.


Fazer uma pequena pausa ao longo do dia ajuda a se desligar do trabalho e também a organizar melhor problemas particulares. Crie uma rotina e agende um horário, todos os dias, para tirar 15 minutos dedicados a você e sinta a diferença.


Manter uma meta de horário máximo para sair do trabalho é uma ótima saída para quem tem tendência a fazer muitas horas extras. Nesse quesito, é importante lembrar que esse deve ser o horário limite para continuar trabalhando. Ficar “de plantão” até tarde, em casa, é frequentemente improdutivo e ameaça a qualidade de seu sono, o que é muito prejudicial à saúde.


Seguindo essa mesma linha de raciocínio, voltamos aos vilões do trabalho extra: os aparelhos digitais. Aprenda a se desconectar impondo metas pessoais, por exemplo, criando áreas em sua casa em que não seja permitido o uso de smartphones. O ideal é manter ambientes como o quarto como um espaço exclusivo para relaxar.


Assim como preservar os ambientes é necessário delimitar o uso da internet em períodos específicos. Evitar usar aparelhos eletrônicos durante as refeições é fundamental. Em geral, são momentos de convívio familiar, que devem ser bem aproveitados. Transforme o jantar, por exemplo, em um ritual para espantar o cansaço e o stress, através de conversas agradáveis com a família ou os amigos.


Falando em entes queridos, eles são os principais responsáveis pelo segundo conceito de que falamos – a motivação. Valorize os momentos em que está com as pessoas que você gosta deixando de lado o trabalho e se concentrando em relaxar. Pense que, ao se divertir e descansar, você estará cada vez mais motivado para enfrentar os mais diversos problemas. Para manter esse contato, estar presente é importante, mesmo que nem sempre com muita frequência. Nesse caso, reservar um dia do final de semana para encontrar os amigos pode ser muito eficaz.

E, por último, caso esteja realmente muito difícil lidar com todos os compromissos, não tenha medo de pedir ajuda. Conte com seus colegas e amigos para te ajudar em períodos difíceis e, caso necessário, delegue funções.

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.