text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Otimizando os estudos com a técnica pomodoro

      
A técnica pomodoro foi desenvolvida pelo italiano Francesco Cirillo no final da década de 80.
A técnica pomodoro foi desenvolvida pelo italiano Francesco Cirillo no final da década de 80.  |  Fonte: iStock

TÉCNICA POMODORO. BREVE HISTÓRICO

A técnica pomodoro foi desenvolvida pelo italiano Francesco Cirillo no final da década de 80. O nome da técnica vem da palavra “Tomate” em italiano (pomodoro), e o motivo do mesmo é porque Francesco Cirillo utilizava um timer em formato de tomate para marcar o tempo e assim aumentar a produtividade dos seus estudos na época de universidade. 

 

A propósito, o método pomodoro envolve a realização de pequenas atividades e tarefas em intervalos de, geralmente, 25 minutos. Entre cada intervalo é permitido um breve descanso de 5 minutos, e após o quarto intervalo, um descanso maior de 15 a 30 minutos.

 

O que existe por trás deste método é a ideia de que as pausas frequentes aumentam a agilidade mental.

 

Devido à sua simplicidade e eficiência, a técnica pomodoro é atualmente um dos métodos de otimização do tempo mais populares que existem, contribuindo não somente para a rotina de estudos, mas também para o aumento da produtividade pessoal.

 

Os conceitos do método pomodoro foram reunidos e explicados no livro “The Pomodoro Technique”, escrito pelo próprio Francesco Cirillo. 

 

A TÉCNICA POMODORO NA PRÁTICA

Vejamos agora como se dá na prática a execução do método pomodoro.

 

Primeiramente, escreva em um papel uma lista de todas as tarefas que você tem para realizar no dia. Separe para cada uma um tempo de 25 minutos. É importante que durante este tempo você fique totalmente concentrado na execução da sua tarefa. Estabeleça um intervalo de 5 minutos entre cada uma, separando um maior de 15 a 30 minutos para a última. Se você tiver conseguido terminar sua tarefa no tempo planejado, escreva um ok ao lado da respectiva tarefa. Caso não tenha terminado, tente estabelecer o quanto você conseguiu realizar e escreva os motivos pelos quais você não conseguiu terminar a tempo. 

 

A técnica pomodoro além de organizar o tempo destinado a cada atividade, ainda pode servir como um instrumento de autoavaliação. A análise dos motivos que levaram à não conclusão de determinada atividade no tempo proposto (25 minutos), faz com que se evite cair no mesmo erro novamente. 

 

Outro detalhe importante é que em cada intervalo se realizem atividades de natureza diferentes das tarefas. Desta forma, o cérebro não se cansa. Os intervalos, por outro lado, servem para oxigenar o cérebro e dar a ele mais agilidade na execução das atividades. 

 

DICAS DE ESTUDO

 

Daremos agora algumas dicas de estudo. Elas podem ser utilizadas complementarmente à técnica pomodoro 

1- Estude com concentração

Mesmo que você tenha pouco tempo para se dedicar, o importante é que esses momentos de estudo sejam de qualidade. Ou seja, quando estiver estudando, foque totalmente na sua tarefa, deixando de lado TV, redes sociais ou qualquer outra coisa que possa te distrair. Se você acha difícil manter a atenção por muito tempo, pode tentar adotar a técnica Pomodoro, método no qual você deve se concentrar totalmente por 25 minutos e ter 5 minutos de intervalo para relaxar.

2 - Divirta-se enquanto estuda

A ideia é simples: se você sentir prazer em estudar, com certeza será cada vez mais fácil aprender. Portanto, se a ideia de ler em um local fechado não te agrada, procure ir a um parque, estudar em grupos ou até mesmo propor uma recompensa, por exemplo, uma hora de videogame para cada hora de estudo.

3 - Pratique exercícios

Se manter saudável é o primeiro passo para garantir que você aguentará o ritmo de estudos, portanto, reserve alguns momentos para praticar esportes ou outros exercícios, como dança ou yoga. Dessa maneira, além de evitar problemas como tendinite ou dores na coluna e aliviará o estresse.

4  - Alimente-se corretamente

Os alimentos são as fontes de energia que o corpo precisa para se manter ativo e funcionando corretamente. Para garantir que o cérebro tenha toda a força que precisa para conseguir assimilar os conteúdos, é preciso consumir uma boa quantidade de frutas, verduras, legumes e proteínas, alimentos ricos em vitaminas. Outro benefício de uma alimentação balanceada é a manutenção da imunidade, também evitando doenças como a gripe.

5 - Faça outras atividades

É claro que estudar é fundamental, porém, todos precisam de momentos de descanso e relaxamento para poder se concentrar novamente com força total. Sendo assim, é importante ter um hobby que o deixe feliz e recarregue as energias. Outro benefício de fazer uma atividade extracurricular é a chance de aprender uma nova habilidade como a fotografia, a gastronomia ou o artesanato, por exemplo. Aliar tais habilidades aos planos de carreira também é uma grande ideia, afinal, além de relaxar, você complementará seu currículo.

6 – Dormir bem

Os benefícios de um sono de qualidade para o estudo são essenciais para quem pretende se dedicar o máximo possível. Primeiramente, é durante o sono que o cérebro consegue assimilar tudo o que aprendeu durante o dia, portanto, dormir pouco ou ter um sono agitado prejudicam a fase de fixação do conhecimento, fazendo com que parte do estudo se perca. Em paralelo, qualquer pessoa que esteja cansada com certeza não manterá o mesmo ritmo no dia seguinte, logo não conseguirá ter o foco e a energia necessários para aprender. Sendo assim, organize sua rotina de maneira a permitir boas noites de sono.

7 – Desenvolva sua personalidade

A escola tem muito mais a ensinar que apenas equações e regras de gramática. Lembre-se que ela é uma preparação para a vida futura, e que, como tal, guarda desafios emocionais para os quais é importante estar preparado. Sendo assim, veja os trabalhos em grupo e a convivência com a turma como oportunidades para se desenvolver como pessoa, aprendendo a trabalhar em equipe, tendo noções de liderança, empatia e também trabalhando os relacionamentos interpessoais.

8 – Compartilhe ideias

Em uma escola não é apenas o professor que tem muito a ensinar. Entrar em contato com outras pessoas dá a chance de conhecer novas ideias e encontrar soluções para problemas que pareciam muito maiores. Por outro lado, ajudar as pessoas é gratificante e colabora para criar laços e amizades, sem contar que ensinar é a melhor maneira de demonstrar que você aprendeu.

9 – Persiga suas metas

A melhor maneira de perseguir um objetivo é criar um plano e se manter fiel a ele. Portanto, aproveite o início do ano para desenhar suas metas e identificar o caminho que você terá que percorrer para alcançá-las, programando sua agenda e tendo consciência até mesmo dos sacrifícios que você terá que fazer para conseguir o que quer.

10 - Mantenha um equilíbrio

Lembre-se que a vida é feita de bons momentos. Embora você esteja estudando para realizar seus sonhos, aproveitar o que o presente oferece também é importante. Encontrar o equilíbrio nessa fase é importante e funciona como um ótimo treino para a vida profissional: se você aprender a manejar vida social, acadêmica e ter bons momentos, como viagens com a família agora, as chances que você consiga ser bem sucedido no futuro são as melhores possíveis.

11 - Planeje – e não deixe para a última hora

É uma prática comum entre estudantes deixar o estudo para a véspera da prova ou até mesmo para as horas que a antecedem. Essa prática pode realmente ajudar a memorizar algumas informações por tempo o suficiente para usá-las na prova, porém, a tendência é que tudo o que foi estudado seja esquecido muito rapidamente.

Além disso, estudar de última hora pode aumentar os níveis de ansiedade do estudante e atrapalhar o descanso tão necessário antes da prova. Por isso, a melhor prática é organizar-se com um planejamento mensal ou semanal das suas atividades. Dedique um tempo diário para o estudo e evite ao máximo deixá-lo para a véspera da prova.

Várias pesquisas mostram que espaçar o estudo ao longo do tempo faz maravilhas para o aprendizado. Uma delas, um experimento publicado pela Associação Americana de Psicologia, revelou que a distribuição de aulas ao longo de quatro dias, em vez da concentração em apenas um dia, resultou em uma melhor performance dos alunos, ao serem testados cinco dias depois. Mas o experimento também incluiu outros dois grupos, em que a variante se tratava do local de estudo, o qual também se revelou essencial.

12 - Encontre um bom lugar para estudar – mas varie o local

Um bom lugar para estudar é aquele com o mínimo de distrações possíveis, tranquilo, confortável, que permita que você se concentre no seu material. Contudo, o melhor lugar de estudo é, na verdade, um conjunto de lugares: no experimento citado no tópico anterior, os alunos que tiveram cada aula em um local diferente apresentaram desempenho melhor nos testes.

Esse estudo não é o único a chegar a essa descoberta. Outros experimentos também indicam que estudar um mesmo assunto em diferentes locais ajuda o cérebro a reter conhecimento. Portanto, lembre-se disso na hora de planejar o seu estudo.

13 - Aprender a estudar: estude do jeito certo

Chegou a hora de realmente sentar e estudar. Não se preocupe, também há uma série de métodos que você pode seguir para fazer isso do jeito certo. Confira abaixo.

  • Durante o seu tempo de estudos, varie as tarefas

Escolha diferentes tarefas e temas dentro de uma área do conhecimento e alterne-as durante o seu tempo de estudo. Pesquisas mostram que o processo de trocar de tarefas e depois retornar à anterior ativa o cérebro, força-o a relembrar-se de informações adquiridas anteriormente e estimula-o a identificar semelhanças e diferenças entre os diversos materiais, o que propicia uma compreensão mais profunda de cada um deles.

  • Faça anotações à mão

Deixe o computador ou o tablet de lado e retome o velho hábito de escrever com uma caneta ou lápis. Um estudo científico publicado na revista Psychological Science mostrou que escrever à mão é uma forma de processar melhor informações e de aumentar a sua retenção.  

  • Teste o seu conhecimento

Resolva exercícios, faça simulados, force a sua memória e avalie os seus resultados. Ao testar o seu conhecimento, você não apenas verifica se está preparado, mas também contribui para a retenção do conhecimento em sua memória. Você também pode fazer isso com cartões de estudo – conhecidos como “flashcards” – ou, melhor ainda, ensinando a matéria para outra pessoa.

 

ROTINA DE ESTUDO

 

Logo abaixo listamos algumas dicas para que os alunos adquiram uma rotina de estudo.

  • TEMPO

Uma programação de estudos inclui diversas disciplinas, livros, apostilas e conteúdos. Mas o seu dia só tem 24 horas e ao longo desse tempo você precisa dar conta de muitas atividades, não é mesmo? Liste em um papel quais são as suas tarefas de cada dia e destaque o tempo livre que restar entre elas. Em paralelo, analise as matérias que precisa estudar e encaixe-as nesses horários conforme o grau de dificuldade. Se preferir, faça esse planejamento semanalmente, assim conseguirá acompanhar se a quantidade de assuntos e o tempo disponível estão adequados.

Caso você tenha poucas horas por dia, não se preocupe: mais valem 4 horas bem estudadas do que 8 horas sem que se saiba exatamente o que está sendo visto. Portanto, não monte rotinas exageradas, daquelas em que você abordaria dez disciplinas diferentes em um dia. Seja realista e sincero consigo mesmo: planeje aquilo que sabe que será capaz de cumprir.

  • FOCO

Com tantas distrações pelo caminho (ou pela Internet), é bem fácil perder o foco. Para que isso não aconteça, permita-se um tempo de descanso, que é bastante diferente de interrupções aleatórias para checar as redes sociais ou mesmo conversar, sair, etc. Enquanto as interrupções aleatórias acontecem a qualquer momento e tomam um tempo que poderia ser útil para dar continuidade ao conteúdo, os períodos de descanso servem para relaxar e deixar o cérebro absorver as informações recebidas. E o melhor: não causam peso na consciência, já que estavam previstos.

Sendo assim, de acordo com o número de horas que estudar diariamente, faça pequenos intervalos. Existe uma técnica bastante conhecida, chamada Técnica Pomodoro. Se você ainda não ouviu falar, a gente explica: trata-se de um método de gerenciamento de tempo baseado na ideia de dividir o período de trabalho em blocos. Cada bloco ("pomodoro") deve ter 25 minutos e ser sucedido por uma pausa de 5 minutos. Ao completar 4 "pomodoros", a pausa deve ser mais longa, de 15 a 30 minutos. A ideia é cumprir cada "pomodoro" sem nenhuma interrupção, mas caso ela seja absolutamente necessária, você precisará recomeçar os 25 minutos de estudo do zero. Se esses tempos lhe parecerem muito longos ou curtos, basta adaptá-los ao seu ritmo! Para a contagem desse tempo você pode o usar um cronômetro ou ainda um dos aplicativos específicos desenvolvidos para isso.

  • CRIATIVIDADE

Eis uma qualidade importante em qualquer situação! Para definir uma rotina de estudos não é diferente. Por que estudar sempre no mesmo local e do mesmo jeito se é possível variar? Descubra, primeiro, de que forma você aprende melhor. Prefere locais silenciosos e sem distrações? Que tal visitar uma biblioteca de vez em quando? Quanto aos métodos de estudo, perceba aqueles que são mais adequados ao seu tipo de memória — visual ou auditiva. Vale criar rimas, gravar áudios, fazer cartazes, ensinar o que aprendeu a outras pessoas, etc. O importante é variar, praticar, avaliar o que funciona, o que não dá tão certo assim e manter a motivação.

  • BONS PENSAMENTOS

É normal que ao longo do processo de estudos alguns pensamentos e emoções desagradáveis venham nos visitar. Tudo isso é fruto do medo e da ansiedade, sentimentos naturais nesse período. Quando isso acontecer a dica é respirar fundo e se lembrar que essas sensações podem passar de forma tão natural quanto chegaram. Basta não dar muita importância para isso e manter o foco no que você estiver fazendo: seja estudar ou mesmo descansar e se divertir entre uma pausa e outra nos livros.

O vestibular é um momento desafiador e quanto mais confiante e preparado você estiver, mais facilmente irá vencê-lo. Lembre-se que cada um vive uma realidade diferente, com suas facilidades e dificuldades. Portanto, procure não subestimar sua capacidade nem se comparar com outras pessoas. Apenas não desista!

  • REDAÇÕES, SIMULADOS E REVISÕES

Ao longo da sua rotina de estudos, procure escrever uma redação toda semana, sobre temas pertinentes ao momento. Se possível, mostre o texto a algum professor, familiar ou colega, para que apontem erros, sugestões, etc. Da mesma maneira, organize-se para realizar simulados. Isso pode ser feito uma vez por mês no primeiro semestre e, à medida que o dia do(s) exame(s) se aproximar(em), semanalmente. Vale baixar provas antigas e contabilizar o tempo de resolução para ter a sensação mais próxima possível do verdadeiro processo seletivo. E por último (mas não menos importante): procure guardar as 3 ou 4 semanas que antecedem a(s) prova(s) para revisar as principais matérias estudadas. Isso ajuda a assimilar melhor os conteúdos e sanar as últimas dúvidas.

E você, já definiu sua rotina de estudos? Caso ainda não saiba qual é a ideal pra você, não se desespere. Geralmente é preciso um tempo até que se consiga perceber qual o seu ritmo. Mas, por mais difícil que pareça manter esse hábito, esforce-se. Lembre-se que dele depende a conquista de seus objetivos e que se trata de um esforço temporário. Alguns dias serão mais fáceis e outros mais difíceis, mas como diz a canção: dias de luta, dias de glória. Tudo é questão de tempo e persistência.

7 APLICATIVOS PARA AUMENTAR A SUA PRODUTIVIDADE

Passamos a listar a seguir uma série de aplicativos que contribuem para o aumento da produtividade. 

1) Chains.cc                                                               

A ferramenta motivacional funciona através do método “don't break the chain” ou “não quebre a cadeia”, que consiste em auxiliar o usuário a construir bons hábitose acabar com os ruins. Além de acompanhar o seu próprio progresso, você também pode participar de grupos para interagir com outros usuários. O aplicativo está disponível para download no iTunes.

2) Evernote

Disponível para Android, iOS e Windows, o aplicativo foi criado para facilitar a organização de anotações. Por meio dele, você pode anotar o que quiser e em qualquer momento, além de compartilhar seus registros com os amigos. Por meio do sistema de busca, você pode encontrar artigos, documentos e imagens do seu interesse.

3) Rastreador de Hábitos                        

O aplicativo serve para auxiliá-lo a construir hábitos produtivos e a acabar com aqueles que podem prejudicar a sua rotina, através de um sistema de lembretes. Por meio dele, você também pode participar de fóruns, conversando com outras pessoas para aumentar a sua motivação. A ferramenta pode ser baixada no Google Play. 

4)  Begin

Esse aplicativo é gratuito e funciona como uma ferramenta muito simples para que o usuário crie listas de tarefas diárias. Ele também disponibiliza opções para que você escreva atividades agendadas para o dia seguinte. 

5) Pomodoro Timer: Focus on your productivity

Com a técnica “Pomodoro”, que basicamente consiste em uma divisão de tempo para ter mais agilidade, esse aplicativo permite que o usuário organize suas tarefas com cronômetros que marcam 25 minutos até que alguma atividade seja finalizada. 

6) Simplenote

O Simplenote é outro aplicativo gratuito que tem como função a organização de notas. Você pode utilizá-lo para criar desde listas até brainstorms mais elaborados. O usuário também pode marcar suas notas com tags para ter mais facilidade em encontrá-las. 

7)  Supercal – the super calendar

Assim como mostra o nome, “o super calendário”, esse aplicativo é um calendário com algumas funções que ajudam o usuário a organizar seus planos, marcando datas de entrega de projetos e outros eventos.

E como a produtividade está relacionada à concentração nos estudos ou no trabalho, nada melhor do que uma lista de aplicativos que auxiliam neste propósito.

1. BlockSite

Se o seu problema é ficar tempo demais se distraindo na internet enquanto deveria fazer outras coisas, esse programa é a solução. O BlockSite bloqueia alguns sites de seu navegador por um período de tempo que é determinado por você, para que seja mais difícil cair na tentação de atualizar as redes sociais a cada cinco minutos.

2. Brain.fm

Esse aplicativo é ótimo para aquelas pessoas que gostam de se concentrar ouvindo músicas. O Brain.fm tem por objetivo fazer com que você se mantenha concentrado em uma tarefa ouvindo músicas que estimulam o cérebro. São oferecidas playlists de acordo com o seu desejo: relaxar, concentrar ou até mesmo meditar.

3. Focus To-Do: Pomodoro Timer & Lista de Tarefas

No mundo real é bem mais simples eliminar distrações que nos impedem de realizar nossas atividades diárias. No ambiente virtual, essa tarefa se torna bem mais difícil e exige disciplina de alto nível. Afinal, pelo excesso de informação que recebemos a todo instante quando estamos no computador, seja por meio das redes sociais ou até mesmo na nossa caixa de entrada de e-mails, por exemplo, as interrupções acabam dificultando a concentração.

Portanto, a proposta desse aplicativo é que, com apenas um clique, o usuário consiga eliminar esses impedimentos de uma vez por todas e, assim, também crie e vivencie um ambiente favorável para maior produtividade.

Ao contrário dos outros, o Focus To-Do trabalha mais com a sua capacidade de administração do tempo. Para funcionar, ele precisa de uma lista de tarefas e horários. A partir disso, ele programa um tempo de 25 minutos de concentração total para cada tarefa e soa um alarme ao final desse tempo, indicando um intervalo de 5 minutos para se recuperar.

A ideia é fazer com que o usuário seja treinado para concluir as tarefas dentro do tempo e, consequentemente, acabe melhorando o foco e a produtividade.

4. FitBrain Lite

Gratuito para Android e iPhone, o aplicativo FitBrain, tem a finalidade de ajudar os seus usuários a exercitarem o cérebro de forma divertida e saudável, dando dicas de concentração. A proposta é aprimorar as habilidades que permitem se tornar mais focado, estimulando a memorização, a velocidade do raciocínio e a lógica.

Um dos seus principais diferenciais é a sua abordagem simples, intuitiva e com um design leve. É composto por jogos que são divididos em 3 níveis: o iniciante, o intermediário e o avançado. Ao concluir todas as etapas é possível visualizar o percentual de seus acertos.

Desenvolvido por um dos mais renomados neurocientistas americanos, o aplicativo também ajuda a aumentar o seu nível de concentração, suas habilidades visuais e ter mais força mental.

5. Forest

Será possível manter o foco por meio de aplicativos no seu Smartphone?  Sim, e é exatamente essa a proposta do Forest, um jogo Chinês que busca incentivar os usuários a se concentrarem a partir da criação de árvores virtuais.

Acontece assim: o jogador precisa trabalhar para que as plantas cresçam nas mais diversas situações, mas, para isso, é necessário que não haja interação. O que quer dizer que quanto mais tempo você ficar sem acessar o seu celular, mais elas irão crescer e, consequentemente, mais pontos serão acumulados.

Há a possibilidade de indicação do tempo que as atividades a serem realizadas pelo usuário irão demandar e é nesse período que ocorre o crescimento da árvore.

6. Headspace

Dentre os seus inúmeros benefícios, a técnica de meditação também tem o objetivo de manter o foco, a partir da diminuição do excesso de pensamentos que paira constantemente sobre a nossa mente.

O aplicativo Headspace segue a proposta de cuidar da mente com simplicidade e eficácia. E o uso dessas técnicas é exatamente para aqueles que não têm tempo ou até mesmo não querem investir tanto nessa atividade.

Para iniciar, há a disponibilidade do "Take 10", no qual, é ensinado 10 minutos de meditação durante o período de 10 dias. Para seguir adiante, é necessário fazer um investimento nos outros pacotes. Os resultados são inúmeros. Além do foco, há melhores noites de sono, menos estresse, ansiedade e mais bem-estar.

7. Freedom

A maioria das pessoas tem as redes sociais como as principais responsáveis pela falta de concentração no dia a dia. Então, o aplicativo Freedom, que é um recurso gratuito e só precisa de um cadastro para utilizá-lo, tem como objetivo bloquear qualquer tipo de distração, seja no celular ou no computador.

Além das redes sociais, mensagens e quaisquer outras notificações ficam suspensas até que o usuário faça a sua reativação. Assim, é bem mais fácil se manter focado na hora de desenvolver qualquer atividade.

DICAS ÚTEIS PARA AUMENTAR A PRODUTIVIDADE NOS ESTUDOS

1 - Listas de tarefas 

A chave para conseguir realizar o maior número de atividades possíveis é ser organizado e criar listas para ter a noção exata das suas obrigações. Além de facilitar no processo de priorização de atividades, é uma maneira de te motivar. Risque cada tarefa cumprida para ficar empolgado com a ideia de que está finalizando tudo que precisa fazer. Outra dica é que você divida grandes projetos em outros menores, para delimitar quais partes dele já foram cumpridas e quais ainda precisam da sua atenção.

 2 - Procura de palavras desconhecidas

Os textos acadêmicos costumam ter uma linguagem complexa, fazendo com que você não entenda alguns termos. Para solucionar seu problema, o site OneLook.com fornece traduções para as palavras que você não consiga entender. O principal diferencial dessa ferramenta é que além de inserir palavras e buscar significados, você pode realizar a operação contrária: encontre a expressão certa para a ideia que quer expressar.

 3 - Bloqueador de páginas 

Enquanto você estuda pelo computador, provavelmente já foi distraído pelo Facebook ou pelo Twitter. Para evitar que esses sites afetem seu rendimento, utilize o programa Focal Filter. Por meio dele você pode selecionar quais páginas seu computador está proibido de acessar por um período de tempo específico. Assim, você acelera seu processo de cumprimento de tarefas e, consequentemente, mantém-se mais focado.

 4 - Não esqueça das suas tarefas 

Essa ferramenta faz com que você nunca esqueça das atividades que precisa cumprir. Nele, você anota tudo que precisa fazer e de tempos em tempos, determinados por você, surge uma notificação no computador te lembrando das tarefas.

E, por fim, elaboramos uma lista com alguns títulos que tratam do aumento da produtividade pessoal, incluindo a técnica pomodoro. 

1 - A Única Coisa - o Foco Pode Trazer Resultados Extraordinários Para Sua Vida

Este livro, escrito por Gary Keller e Jay Papasan, aborda a produtividade de maneira diferente, pois propõe a adoção de um único objetivo, em vez do manejamento de várias tarefas. A ideia proposta pelos autores é encontrar a “única coisa”, ou seja, sua principal meta de vida e estipular que atividades devem ser realizadas para atingi-la, bem como as melhores maneiras para gerenciá-las.

2 - Os 7 Hábitos Das Pessoas Altamente Eficazes

Não é à toa que este livro é considerado um enorme sucesso: escrito há 25 anos, ele continua ocupando um das obras mais influentes em seu ramo. Trata-se de um guia, escrito por Stephen R. Covey, que identifica as 7 atitudes fundamentais para quem deseja aumentar a produtividade e, a partir delas, tornar não apenas o trabalho, mas toda a rotina mais eficiente.

3 – A Arte de Fazer Acontecer

A obra de David Allen é um manual para quem pretende criar um sistema eficiente para o gerenciamento de tarefas, a partir da inclusão de todas atividades dentro de um processo. As edições mais novas incluem revisões de Allen para a inclusão das novas tecnologias no cotidiano, tornando a obra contemporânea e relevante para o contexto atual.

4 - A Técnica Pomodoro

Escrita por Francesco Cirillo, essa obra explica na íntegra todos os conceitos da famosa Técnica Pomodoro, internacionalmente reconhecida como um método eficaz para a administração do tempo. Ideal para quem quer conhecer o método a fundo e conhecer as melhores maneiras de organizar o dia a dia.

5 - O Gestor Eficaz

Criado a partir da experiência de Peter Drucker no convívio com grandes CEO’s (Drucker é considerado o pai da administração moderna), esse livro foca nas habilidades que todo bom gestor deve ter para se tornar eficiente, em especial, uma boa administração do tempo, através de 5 competências básicas, para garantir a produtividade.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.