Notícias

Saiba quais são os 5 maus hábitos de estudo que você não deve cometer em 2015

      
Fonte: Shutterstock
Fonte: Shutterstock

Conseguir notas melhores a cada ano é o principal objetivo da maioria dos estudantes, porém, ao longo do período, a adoção de alguns hábitos prejudiciais pode se tornar uma barreira na conquista desse objetivo.

 

Leia também:
» Crie hábitos de estudo em 6 passos
» Série A Ciência do Estudo
» Veja quais são os 3 passos para estudar muito sem se estressar

 

Se você pretende alcançar o sucesso acadêmico em 2015 precisa saber quais são esses violões do aprendizado e como fugir deles. Para isso, a Universia Brasil selecionou algumas dicas que podem ajudá-lo a se sair cada vez melhor nos estudos. Não perca!

 

1 - Não se organizar

A falta de planejamento é a maior causa de estresse dos estudantes. Isso acontece por que, ao deixar os trabalhos para a última hora, o aluno tende a se sobrecarregar e ficar nervoso. Por causa da pressa, o tempo de pesquisa e elaboração da tarefa é menor, diminuindo a chance de um bom resultado. O ideal é montar uma agenda de estudos e tentar seguir o cronograma da melhor maneira possível.

 

2 – Não treinar antes das provas

A melhor maneira de se preparar para qualquer prova, ou até mesmo vestibulares como o Enem é saber com antecedência o que poderá ser cobrado e qual o estilo das questões. Nesse caso, os simulados são uma ótima opção para o estudo. Provas de anos anteriores, exercícios fornecidos em sala de aula e também de livros complementares são recursos que podem ajudar.

 

3 – Não dormir

O corpo precisa repousar para que o cérebro assimile corretamente as informações recebidas em sala de aula naquele dia e transforme-as em conhecimento. Dessa forma, não adianta ficar acordado a noite toda para estudar. O correto, para aumentar o aprendizado, é dormir de 6 a 8 horas por noite.

 

4 – Não se alimentar corretamente

Da mesma forma que precisa descansar, o organismo necessita dos alimentos corretos para aumentar seu nível de energia e, consequentemente, deixá-lo mais alerta e receptivo para os estudos. Inclua alimentos energéticos na sua dieta, como frutas e verduras, para aumentar sua saúde e o potencial para os estudos.

 

5 – Fazer esforços repetitivos sem necessidade

Cada vez mais cedo os estudantes estão desenvolvendo problemas de saúde como tendinite por digitar demais ou estudar em má postura. O ideal é preservar o corpo durante as longas sessões de estudo, fazendo alongamento e dando pausas para evitar dores.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.